SÃO PAULO - A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) acelerou para 0,36% em novembro ante 0,33% em outubro, informou nesta sexta-feira, dia 1º, a Fundação Getulio Vargas (FGV). Na terceira quadrissemana de setembro, o IPC-S havia ficado em 0,32%. O indicador acumula altas de 3,01% no ano e de 3,35% em 12 meses.



O resultado de novembro ficou levemente acima da mediana das projeções do mercado financeiro (+0,35%). A taxa foi encontrada a partir do intervalo de 13 expectativas, de 0,33% a 0,38%, da pesquisa do Projeções Broadcast.



Das oito classes de despesas analisadas, seis registraram acréscimo em suas taxas de variação de preços na passagem da terceira para a quarta quadrissemana de novembro: Educação, Leitura e Recreação (0,01% para 0,33%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,31% para 0,39%), Vestuário (-0,27% para 0,01%), Comunicação (0,23% para 0,40%), Despesas Diversas (0,01% para 0,08%) e Transportes (0,79% para 0,80%).



No sentido contrário, registraram decréscimo, segundo a FGV, os grupos Habitação (0,80% para 0,77%) e Alimentação