- A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) manifestou repúdio sobre o que chamou de "deturpação" das afirmações dos procuradores da República na Operação Lava Jato.

Na quarta-feira (14) o Ministério Público Federal denunciou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sua mulher, Marisa Letícia, e outros seis investigados por corrupção e lavagem de dinheiro.

"Cumprindo legitimamente o dever e o direito de informar a população, a força-tarefa Lava Jato tão somente apresentou a acusação contra o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, dentre outros, como o fez em já numerosas outras ocasiões, sempre nos momentos nodais dos processos, nos quais se impõe o esclarecimento à opinião pública", apontou.

A nota é assinada pelo procurador regional da República José Robalinho Cavalcanti, presidente da ANPR.

Na quinta-feira (15) Lula disse durante evento do PT que não havia provas contra ele, mas apenas "convicções". O ex-presidente também se queixou da apresentação feita pelos procuradores. Ele e outros petistas classificaram o episódio como "espetáculo pirotécnico". /Agências