13/11/2017 - 16h48

Técnico da Inglaterra testará novatos em amistoso com o Brasil

Técnico Gareth Southgate concede entrevista
Técnico Gareth Southgate concede entrevista
Foto: Reuters

Por Neil Robinson

- O técnico da seleção da Inglaterra, Gareth Southgate, disse estar disposto a oferecer a jogadores mais jovens a chance de lutar por um lugar na Copa do Mundo no amistoso de terça-feira com o Brasil em Wembley.

O meio-campista Ruben Loftus-Cheek e o goleiro Jordan Pickford foram muito elogiados depois de sua estreia com os ingleses diante da Alemanha na sexta-feira.

Tammy Abraham, Jack Cork e Joe Gomez também estrearam, e Southgate acrescentou Angus Gunn, goleiro do Manchester City, Lewis Cook, meio-campista do Bournemouth e Dominic Solanke, atacante do Liverpool, ao elenco que enfrentará a seleção brasileira.

A promoção deles é em parte a recompensa por seu sucesso nos times juniores da Inglaterra - Solanke fez um gol para a seleção sub-21 na semana passada -, mas, tendo em vista o Mundial de 2018, Southgate está claramente de olho em novos talentos para compensarem décadas de fracasso das seleções de seu país.

"Temos que ver como o jogo progride, mas não teremos nenhuma inibição de colocá-los no campo", disse Southgate. "Queremos que jogadores que têm um bom pedigree internacional tenham uma oportunidade."

"Se eu tivesse que escolher o elenco amanhã, sei qual seria, mas isso pode mudar em seis meses por causa da condição física e de jogadores emergindo. Estou com a mente aberta".

As seleções inglesas juniores prosperaram internacionalmente - a sub-17 e a sub-20 venceram mundiais neste ano e os times sub-18 e sub-21 também tiveram ótimos desempenhos.

Mas Southgate tomará o cuidado de não esperar muito e cedo demais de seus jovens astros, e pode escolher não usar seus recrutas mais recentes contra um time brasileiro que não demorou a elogiar.

"O Brasil está bem encaminhado em saber seu melhor time, eles têm alguns indivíduos extraordinários e uma presença física imensa", opinou.

"Eles aniquilaram todos na eliminatória sul-americana, que é o caminho mais difícil para o Mundial, então será um grande teste."

"Você sempre quer se testar contra os melhores. A Alemanha é uma máquina bem lubrificada, você sabe como eles serão. O Brasil tem indivíduos fantásticos, e é mais difícil se preparar para isso", completou.

Indagado sobre o que mais gostou no empate sem gols com os alemães, que se mostrou mais empolgante do que o placar sugere, Southgate respondeu que foi o "destemor" e enfatizou o desempenho de Loftus-Cheek.

Falando sobre Neymar, que destacou como a maior ameaça, ele disse: "Ele é um dos melhores jogadores do mundo. Será que vale 200 milhões de libras esterlinas? Se houvesse alguém que vale isso, seria ele".

Reuters

Assuntos relacionados:

futebol
Imprimir
Publicidade

Caderno Especial

Especial MPE 2017

Versão digital (24/11/2017)

Para assinantes Assine o jornal impresso e tenha acesso total à versão digital.
Versão digital do DCI
Clique e assine hoje mesmo
Publicidade

Nós curtimos

TVB Nova Brasil FM Rádio Central AM
Uma empresa do
© 2017. DCI Diário Comércio Indústria & Serviços. Todos os direitos reservados.