São Paulo - Os integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), permanecem, até o fechamento desta edição, ocupando a sede da Secretaria Estadual de Habitação de São Paulo, no centro da capital.

Cerca de cem militantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) permanecem na sede da Secretaria, desde a tarde de quarta-feira (6). Eles entraram correndo no prédio público, localizado na Rua Boa Vista, próximo da região comercial da Rua 25 de Março e permaneceram no saguão. Os funcionários não foram impedidos de trabalhar, segundo o movimento.

A principal reivindicação do grupo é relacionada à ocupação do MTST em São Bernardo do Campo, na região do ABC, onde vivem cerca de 7 mil famílias. O movimento cobra a negociação de novos empreendimentos habitacionais por parte do Estado.

Em nota, a Secretaria de Estado da Habitação informou que "tem mantido diálogo permanente com os representantes do MTST, por meio de audiências e conversas telefônicas".

Neste domingo (10), o Largo da Batata acolherá o ato de 20 anos do MTST, com apresentação de Caetano Veloso.