Comércio
07/08/2012 - 00h00 | Atualizado em 07/08/2012 - 00h22

Diniz embolsará US$ 10,5 mi com venda de ação ao Casino

SÃO PAULO - Por US$ 10,5 milhões, o empresário Abílio Diniz venderá 2,4% de suas ações da holding Wilkes, atual controladora do Grupo Pão de Açúcar (GPA), aos sócios franceses do Casin

Flávia Milhassi

SÃO PAULO -  Por US$ 10,5 milhões, o empresário Abílio Diniz venderá 2,4% de suas ações da holding Wilkes, atual controladora do Grupo Pão de Açúcar (GPA), aos sócios franceses do Casino. O empresário, que preside o conselho administrativo do GPA, notificou ontem o sócio Jean Charles Naouri, presidente da Wilkes, a sua intenção de exercer a primeira opção de venda de ações ordinárias.

No próximo dia 22 de agosto, as ações que representam pequena parte do capital social com direito a voto passarão então ao Casino. Assim, o filho de Valentim dos Santos Diniz, fundador da empresa, passará a deter 47,6% do GPA. Os 52,4% restantes serão do grupo francês, concretizando o contrato firmado em 2006.

Em nota, o Diniz informou que o Casino tem a obrigação de adquirir as ações objeto desta primeira opção de venda, como prevê o contrato. Naouri terá de efetuar o pagamento em dois dias, a partir da data de transferência das ações, daqui a 16 dias.

Além dessa primeira venda, Diniz garante o direito a nova opção de venda de um segundo bloco de ações ordinárias, correspondente à totalidade de sua participação na Wilkes. Fato que poderá ser exercido em oito anos, a contar de junho de 2014, até 22 de junho de 2022.

Fontes ligadas ao empresário e ouvidas pela DCI , afirmam que Diniz está em negociação desde setembro do ano passado para adiantar a sua saída definitiva do grupo, prevista em contrato para 2022, fato esse que, de certa forma, confirma os rumores já levantados. Ao que tudo indica, Diniz poderia, até o final deste ano, sair do grupo ou com ativos - supervalorizados devido ao desempenho da rede no primeiro semestre, período em que triplicou seus ganhos na comparação com o igual período do ano passado - ou com dinheiro.

Cabe lembrar que anteriormente o DCI havia informado que a Via Varejo - holding das bandeiras Casas Bahia e Ponto Frio - poderia ser o ativo que ficaria sob o comando de Abílio Diniz. O dado foi negado veementemente pela família Klein, fundadora da Casas Bahia, mas confirmado em junho deste ano por Naouri, que em entrevista posterior à reunião ocorrida em 22 de junho, afirmou que as empresas estiveram na mesa de negociações.

Especulações

Mês passado, especulações indicavam que Diniz estaria tentando se aproximar do Carrefour, com o pedido de US$ 7 bilhões para deixar o Grupo Pão de Açúcar. A informação não foi confirmada, uma vez que o empresário está atrelado a um contrato de não- -concorrência. Além disso, o vazamento de informações das reuniões do conselho administrativo fizeram Abílio Diniz repudiar, publicamente, no dia 24 de julho, alguns membros do Grupo. Na ocasião, o empresário e sua esposa teriam sido contrários à criação de um plano para retenção de talentos, o que gerou novas especulações sobre os planos de Diniz.

Também em nota, Diniz afirmou estar preocupado com as informações oriundas de dentro da empresa. "Lamento profundamente o vazamento de informações sigilosas sobre as reuniões do Conselho de Administração e do Comitê de Recursos Humanos e Remuneração do Grupo Pão de Açúcar", afirmou na ocasião. A preocupação do empresário com a reputação da empresa o fez ressaltar também em seu microblogTwitter, estar cansado de especulações, que só atrapalhavam o Pão de Açúcar.

"Há menos de um mês passei o controle do GPA e continuo aqui trabalhando pelo bem desta companhia. Falsos boatos só prejudicam o grupo", enfatizou, na rede social.

Atuação ampliada

No GPA, enquanto a definição oficial da troca de comando é encaminhada, a bandeira Extra é considerada uma das marcas com maior plano de crescimento da companhia nos próximos anos. A empresa, aliás, anunciou ontem que vai presentear seus consumidores com um ano de combustível grátis, pela segunda vez. A rede fará uma promoção e premiará cinco clientes por semana com um cartão combustível válido por um ano.

De 14 de agosto a 22 de outubro, os motoristas que abastecerem acima de 25 litros de qualquer combustível ou 9 m³ de GNV (Gás Natural Veicular), receberão um elemento sorteável. Se a mesma compra for realizada com cartão Extra, o cliente recebe outros números e tem de acessar o site www.umanodecombustivelgratis.com.br.

"A primeira edição da campanha, lançada no ano passado, foi um sucesso e a expectativa é que esse ano haja uma participação ainda maior. Sabemos da força que a campanha promocional possui e queremos fortalecer ainda mais o vínculo com nossos clientes, fazendo com que eles abasteçam em nossos postos toda a semana", afirma Sérgio Groba, gerente de Postos de Combustível da rede, por meio de comunicado.

 

Imprimir
Publicidade

Caderno Especial

Versão digital (22/10/2014)

Para assinantes Assine o jornal impresso e tenha acesso total à versão digital.
Versão digital do DCI
Clique e assine hoje mesmo
Publicidade

Nós curtimos

TVB Nova Brasil FM Rádio Central AM
Uma empresa das Organizações Sol Panamby
© 2014. DCI Diário Comércio Indústria & Serviços. Todos os direitos reservados.