- O fundo soberano brasileiro (FSB) vendeu 12,7 milhões de ações do Banco do Brasil (BB) nos meses de maio e junho, à medida que o governo busca recursos adicionais para cumprir as metas fiscais.

De acordo com dados da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o chamado Fundo Fiscal de Investimentos e Estabilização, cujo único acionista é o Fundo Soberano do Brasil, vendeu no bimestre o equivalente a R$ 375 milhões em ações do BB, passando a deter o equivalente a R$ 2,7 bilhões em ações.

O governo brasileiro anunciou em maio que venderia as ações que detém no BB nos próximos 24 meses para reforçar o caixa do Tesouro.

O Fundo Soberano do Brasil é público e vinculado ao Ministério da Fazenda. Os objetivos da criação foram de mitigar os efeitos dos ciclos econômicos; formar poupança pública; promover investimentos em ativos no Brasil e no exterior; e fomentar projetos de interesse estratégico do País no exterior. E, pela norma, podem constituir recursos do FSB ações de sociedades de economia mista federal . / Agências