Política
18/05/2017 - 16h13 | Atualizado em 18/05/2017 - 16h31

"Não renunciarei", garante Temer em pronunciamento

Presidente teria sido gravado conversando com empresário da JBS solicitano continuidade de pagamento por silêncio de Eduardo Cunha

Presidente Michel Temer em reunião no Palácio do Planalto, em Brasília
Presidente Michel Temer em reunião no Palácio do Planalto, em Brasília
Foto: Reuters

BRASÍLIA - O presidente Michel Temer disse hoje (18) que não irá renunciar ao cargo e exigiu uma investigação rápida na denúncia em que é citado, para que seja esclarecida. "Sei o que fiz e sei da correção dos meus atos, e exijo investigação plena e muito rápida para os esclarecimentos ao povo brasileiro. Essa situação de dúvida não pode persistir por muito tempo", disse Temer, em pronunciamento. "Não renunciarei. Repito não renunciarei", disse.

Segundo o presidente, a investigação do Supremo Tribunal Federal (STF) será território onde surgirão todas as explicações. "No Supremo, demonstrarei não ter nenhum envolvimento com esses fatos", disse Temer.

Na noite de ontem (17), o jornal O Globo divulgou reportagem sobre encontro gravado em áudio pelo empresário Joesley Batista, em que Temer teria sugerido que se mantivesse pagamento de mesada ao ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha e ao doleiro Lúcio Funaro para que estes ficassem em silêncio. Cunha está preso em Curitiba.

Hoje o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin homologou a delação premiada dos irmãos Joesley Batista e Wesley Batista, donos do grupo JBS, e abriu inquérito para investigar o presidente Michel Temer.

Agência Brasil

Assuntos relacionados:

michel temerpmdbjoesley batistajbs
Imprimir
Publicidade

Especial

Especial Leilões & Negócios

Versão digital (23/06/2017)

Para assinantes Assine o jornal impresso e tenha acesso total à versão digital.
Versão digital do DCI
Clique e assine hoje mesmo
Publicidade

Nós curtimos

TVB Nova Brasil FM Rádio Central AM
Uma empresa do
© 2017. DCI Diário Comércio Indústria & Serviços. Todos os direitos reservados.