BRASÍLIA - O presidente do Uruguai, José Pepe Mujica, chega hoje ao Brasil para uma reunião com Dilma Rousseff e com o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, no Palácio da Alvorada. Haverá ainda um almoço para os dois presidentes. A comitiva uruguaia retornará a Montevidéu hoje mesmo, no fim da tarde.



Há cerca de quatro meses, Dilma foi a Montevidéu para participar da Cúpula do Mercosul. Antes, em maio do ano passado, ela visitou o Uruguai. Na ocasião, a presidente e Mujica decidiram intensificar as parcerias nas áreas de infraestrutura e tecnologia.



Dilma disse que a ideia é concluir dois trechos da ferrovia que liga os dois países - entre as cidades gaúchas de Cacequi e Santana do Livramento, na fronteira uruguaia. O Brasil é o principal destino das exportações uruguaias e também o principal fornecedor do país vizinho. Na visita ao Uruguai, a presidente ressaltou a necessidade de ampliar as trocas comerciais para garantir um crescimento acima das taxas mundiais nos últimos anos.



Em 2010, o intercâmbio bilateral ultrapassou US$ 3 bilhões. Para a integração no setor de energia elétrica, Dilma defendeu a criação de um novo marco jurídico para reger a relação entre os dois países, assegurando o intercâmbio de energia elétrica em busca de solucionar as dificuldades do setor em curto prazo. Os dois países negociam a construção de uma linha de transmissão de 500 quilovolts (kV), que vai interligar o Brasil e o Uruguai.



Pelo planejamento em curso, a linha de transmissão deve ficar pronta neste ano. A ideia é interligar Candiota, no Rio Grande do Sul, a San Carlos, cidade próxima a Montevidéu. O projeto será desenvolvido pela Eletrobras em conjunto com empresa uruguaia.