O presidente Michel Temer está com uma obstrução parcial em uma artéria coronorária e deverá ser submetido a um cateterismo nos próximos dias, de acordo com reportagem da TV Globo na noite de terça-feira.



Segundo a emissora, o procedimento deve ser realizado após a votação pela Câmara do Deputados da denúncia contra Temer por organização criminosa e obstrução de Justiça, que deve ocorrer até o fim do mês.



O Palácio do Planalto negou a informação e disse que não há cateterismo ou cirurgia marcada ou recomendada para o presidente.