Serviços
14/07/2017 - 18h29 | Atualizado em 14/07/2017 - 13h04

Plataforma mira mercado de obras residenciais e reúne oferta de empreiteiros e lojas

Nomeada como Arquitecasa, startup tem mais de 2 mil fornecedores do segmento cadastrados

Plataforma Arquitecasa é voltada para o segmento de obras residenciais
Plataforma Arquitecasa é voltada para o segmento de obras residenciais
Foto: Dreamstime

SÃO PAULO - Fundada pelo arquiteto Marcelo Brigido, na cidade de São Paulo, em 2010, a plataforma Aquitecasa funciona como um market place para obras residências. Até o momento, o sistema tem 2 mil fornecedores de serviços e produtos de construção cadastrados e já forneceu orçamentos para mais de 300 mil usuários.  

O empreendedor, que era professor de arquitetura da Universidade Presbiteriana Mackenzie, conta que a ideia surgiu durante o processo de incubação realizado pelo Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec). "O projeto nasceu com a pretensão de atender proprietários com dificuldade em encontrar mão de obra ou material de construção", explica.

A plataforma, que antes funcionava atendendo exclusivamente pessoas físicas, ganhou maior dimensão quando começou a funcionar sob o modelo B2B, atendendo também lojas de materiais de construção e empreiteiros.

Para quem está em busca de orçamento, a cotação de custos relacionados aos materiais e mão de obra é feita de forma gratuita. A plataforma aponta, por meio do sistema de geolocalização, os estabelecimentos especializados mais próximos ao usuário. 

Do outro lado, tanto as lojas quanto os prestadores de serviço obtêm uma informação prévia do que será necessário para a realização da obra, podendo se organizar antes de visitar o local do empreendimento.

No entanto, as lojas que querem se cadastrar na plataforma devem optar pelo plano mensal, que sai por R$ 99,00, ou pelo semestral, avaliado em R$ 199,00.

Toda a negociação é feita dentro da plataforma Arquitecasa, que está disponível tanto na web como em formato de aplicativo para os sistemas Android e IOS.

De acordo com Brigido, por mais que tenham sido feitas consultas por todo o território nacional, o Estado de São Paulo é responsável por 40% da demanda. Ele não quis revelar o faturamento.

João Vicente Ribeiro

Imprimir
Publicidade

Especial

Especial Leilões & Negócios

Versão digital (26/07/2017)

Para assinantes Assine o jornal impresso e tenha acesso total à versão digital.
Versão digital do DCI
Clique e assine hoje mesmo
Publicidade

Nós curtimos

TVB Nova Brasil FM Rádio Central AM
Uma empresa do
© 2017. DCI Diário Comércio Indústria & Serviços. Todos os direitos reservados.