Publicado em

Rio de Janeiro - Economia compartilhada: esse é o lema da Rent a Bag. A empresa, que trabalha com o aluguel de malas, começou, em 2016, sua expansão por franquias e cresceu 600%. Atualmente, a marca tem um franqueado no Rio e projeta mais três para o estado.

De acordo com Rosângela Casseano, sócia da empresa, atualmente a Rent a Bag atende apenas o município do Rio, na zona norte, entretanto, há espaço para unidades na Zona Sul, Campo Grande e Niterói. "Nosso polo do Rio acabou de ser inaugurado, ele conta com o estoque de 10 malas e já está alugando metade por mês. Já em São Paulo, alugamos de 80 a 100 malas mensalmente", explica. A empresa registra aumento de 20% nos aluguéis ao mês.

A Rent a Bag, que foi criada em 2014, implementou o modelo de franquia após participar de processos seletivos de aceleradoras de startups. "Nós queríamos ajuda para fazer isso e fechamos com a 4legacy. Fomos estudar e nos capacitar para montar as franquias, fizemos cursos na ABF e tivemos apoio jurídico. Sempre tivemos muito cuidado com o perfil do franqueado, pois tem que ser alguém que goste dessa ideia de economia compartilhada", ressalta.

Rosângela conta que a empresa tem dois modelos de franquia, a Light e a Express, e que ambas funcionam como home office. Ela diz que o negócio é um complemento de renda e que o franqueado tem cerca de 60% de lucro líquido, com expectativa de faturamento anual de R$ 26 mil, para a primeira, e R$ 36 mil, para a segunda modalidade.

As malas são divididas em três categorias - 1ª classe, executiva e econômica - e podem ser alugadas de maneira avulsa ou por períodos longos. As malas da "1ª classe" têm seguro total. Nas outras categorias, o seguro é parcial.

Para 2017, a Rent a Bag quer atingir o aluguel de 120 malas em temporada, além de crescer 20% nas franquias e fechar o ano com faturamento de R$ 400 mil. Até 2019, a empresa pretende internacionalizar a marca. "Provavelmente levaremos para Orlando, pois há dois investidores interessados na cidade. Essa demanda surgiu dos próprios clientes. Recebemos ligações de pessoas que querem alugar uma mala só para voltar. Mas esse projeto precisa de estudo, ainda estamos desenhando", avisa.

Plano de mídia

A Rent a Bag tem cinco unidades: São Paulo (própria), ABC Paulista, Campinas, Sorocaba, Salvador e Rio. O plano é alcançar as principais capitais do País. "Em 2017, pretendemos fechar com 15 polos e, em cinco anos, ter 200 unidades".

Rosângela diz que o maior desafio do negócio é a divulgação. O plano de mídia atual é focado nas redes sociais, com Facebook e Instagram. "Também contamos com parceiros estratégicos, como agências de turismo e programas de benefícios. Isso nos ajuda", conclui.