Publicado em

Por Luoyan Liu e Noah Sin

XANGAI/HONG KONG (Reuters) - As ações chinesas fecharam em alta nesta segunda-feira, depois que Pequim lançou um novo estímulo para sustentar a economia contra tarifas comerciais rígidas e demanda doméstica lenta.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen,avançou 0,6%, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,8%.

O banco central da China anunciou na sexta-feira um corte nos depósitos compulsórios (RRR, na sigla em inglês) pela terceira vez este ano, liberando 900 bilhões de iuanes (126,19 bilhões de dólares) em liquidez para sustentar a economia em queda.

O corte no compulsório ocorreu antes de dados do fim de semana mostrarem queda inesperada nas exportações do país em agosto, com as remessas para os Estados Unidos desacelerando acentuadamente, apontando uma fraqueza ainda maior na segunda maior economia do mundo e sublinhando a necessidade de mais estímulo conforme piora a guerra comercial.

No mercado de ações, os ganhos foram estendidos após uma semana anterior robusta, com o índice CSI300 terminando esta segunda-feira em uma máxima em quase cinco meses e registrando a sétima sessão consecutiva de ganhos.

A maioria dos setores ganhou no dia, liderada por empresas de tecnologia, à medida que a China busca a autossuficiência tecnológica em meio a sanções dos EUA sobre líderes de tecnologia chineses, incluindo a Huawei.

Os índices que acompanham as principais empresas de tecnologia da informação e de telecomunicações na China fecharam em alta de 3,9% e 4,9%, respectivamente.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,56%, a 21.318 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,04%, a 26.681 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,84%, a 3.024 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,52%, a 2.019 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,19%, a 10.801 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,06%, a 3.146 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,01%, a 6.648 pontos.