Publicado em

Por Sruthi Shankar e Agamoni Ghosh

(Reuters) - Os índices acionários europeus fecharam em leve alta em um pregão agitado nesta quinta-feira, com os bancos desapontados com as medidas de estímulo do Banco Central Europeu (BCE), enquanto a decisão dos Estados Unidos de adiar as tarifas sobre produtos chineses impulsionou montadoras e empresas de tecnologia.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,17%, a 1.534 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,2%, a 390 pontos, depois que o BCE reduziu sua taxa de depósito para -0,5%, ante -0,4% anteriormente, e disse que reiniciará as compras de títulos ao ritmo de 20 bilhões de euros por mês a partir de novembro.

Isso inicialmente fez os rendimentos dos títulos caírem, o euro recuar e as ações da zona do euro avançarem.

Contudo, os ganhos no índice da zona do euro desapareceram com o andamento da sessão, com os bancos da região oscilando com a notícia de que o BCE facilitará os termos de seu programa de empréstimos baratos para as instituições e introduzirá uma taxa de depósito diferenciada.

Os bancos da zona do euro --entre os principais beneficiários de uma migração dos investidores para ações que caíram muito nos últimos dias-- fecharam em alta de 0,24%, enquanto as ações de bancos do continente em geral terminaram sem alterações.

O noticiário sobre comércio também influenciou os mercados, com as montadoras saltando após informação de que o governo Trump estava considerando um acordo provisório com a China, embora a CNBC tenha afirmado que um funcionário de alto escalão da Casa Branca negou a informação.

O otimismo em relação a um alívio na guerra comercial entre EUA e China, prejudicial à economia, e a expectativas de estímulo monetário do BCE têm puxado os mercados europeus para cima nesta semana.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,09%, a 7.344 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,41%, a 12.410 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,44%, a 5.642 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,88%, a 22.083 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,25%, a 9.082 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,22%, a 5.016 pontos.