Publicado em

Por Nate Raymond

BOSTON (Reuters) - A atriz Felicity Huffman e 13 outras pessoas concordaram em se declarar culpadas de participar do que a acusação têm descrito como o maior escândalo de compra de vagas universitárias da história dos Estados Unidos, disseram procuradores federais nesta segunda-feira.

As 14 pessoas estão entre 50 indivíduos, incluindo pais ricos e técnicos de times universitários, acusados por procuradores federais em Boston de participar de esquemas que incluíam fraudes em exames de admissão e o pagamento de 25 milhões de dólares para comprar vagas para seus filhos em conhecidas universidades.

Felicity, atriz da série “Desperate Housewives”, está entre 33 pais acusados em março de participar do esquema com a esperança de conseguir vagas para seus filhos em universidades como Yale, Georgetown e Universidade do Sul da Califórnia.

Procuradores, como parte do acordo, concordaram em recomendar uma pena mais próxima da margem inferior dos quatro a 10 meses que Felicity enfrenta de acordo com as diretrizes federais de sentença. Ela também concordou em pagar uma multa de 20 mil dólares.

A atriz, casada com o ator William H. Macy, disse em comunicado nesta segunda-feira que está “envergonhada pela dor que causei para minha filha, minha família, meus amigos, meus colegas e para a comunidade educacional”.