Publicado em

Por Jonathan Stempel

(Reuters) - A Berkshire Hathaway, de Warren Buffet, disse que possuía 860,6 milhões de dólares em ações da Amazon no final de março, após o bilionário admitir subestimar a varejista online e seu presidente-executivo, Jeff Bezos.

O tamanho do investimento foi divulgado em um documento enviado a órgão regulador detalhando as ações da Berkshire listadas nos Estados Unidos em 31 de março.

O registro de quarta-feira inclui investimentos de Buffett e seus gerentes de portfólio, Todd Combs e Ted Weschler, mas não diz quem comprou e vendeu o que.

Buffett disse à CNBC neste mês que as 483,3 mil ações da Amazon, que agora somam 904 milhões de dólares, foram comprados por Combs ou por Weschler, e que ele foi "um idiota" por não ter investido na empresa.

O investimento reforça o relacionamento entre Buffett e o bilionário Bezos, cujas empresas se uniram no ano passado com a JPMorgan Chase para criar um empreendimento, a Haven, para reduzir os custos de saúde de seus funcionários.

A Berkshire também investe no JPMorgan e aumentou suas participações no maior banco dos EUA em 19% no primeiro trimestre, para 59,5 milhões de ações, no valor de 6,02 bilhões de dólares.

Bezos também foi elogiado pelo vice-presidente da Berkshire, Charlie Munger.

"Não me importo de não ter pego a Amazon antes. O cara é uma espécie de milagreiro", disse Munger na reunião anual de acionistas da Berkshire em 4 de maio, referindo-se a Bezos. "É muito peculiar."