Publicado em

Por Madjiasra Nako

N'DJAMENA (Reuters) - Um deslizamento de terra em uma mina de ouro ilegal do Chade matou cerca de 30 pessoas, disse o ministro da Defesa do país, nesta quinta-feira.

A mina na região de Tibesti, próxima da fronteira com a Líbia, desmoronou na manhã de terça-feira, e mais vítimas ainda podem estar debaixo dos escombros, disse o ministro da Defesa, Mahamat Sala, à Reuters.

Nos últimos anos, Tibesti testemunhou um crescimento rápido da mineração ilegal, muitas vezes a cargo de refugiados do Sudão em busca de dinheiro rápido para ir à Europa ou de rebeldes em choque com o Exército.

Os métodos arriscados e a falta de supervisão tornam os acidentes comuns em minas deste tipo na África, onde comunidades empobrecidas cobiçam uma parcela dos recursos vastos que normalmente são extraídos por empresas internacionais, processados e enviados ao exterior.

Em junho, mais de 40 pessoas morreram quando parte de uma mina de cobre e cobalto da Glencore desmoronou no sudeste do Congo.