Publicado em

Por Alan Baldwin

LE CASTELLET, France (Reuters) - Lewis Hamilton zombou a Ferrari, neste sábado, por apresentar uma análise da televisão feita pelo piloto indiano Karun Chandhok como evidência para apoiar a tentativa de reverter o resultado do Grande Prêmio do Canadá. 

Os fiscais de prova rejeitaram a reivindicação da equipe italiana por uma revisão da corrida de Montreal, vencida por Hamilton após Sebastian Vettel, da Ferrari, receber uma punição por tempo na sexta-feira na França. 

A análise de vídeo de Chandhok, ex-piloto da Fórmula 1, para a emissora de televisão Sky Sports fez parte do que a Ferrari chamou de evidências novas, relevantes e "muito fortes".

"Quando cheguei pela manhã (na sexta-feira), ouvi que foi o vídeo do Karun Chandhok a nova evidência e fiquei bem relaxado depois disso", disse um sorridente Hamilton a repórteres, depois de conseguir a pole position com a Mercedes em Le Castellet.

Vettel começou na pole no Canadá e terminou em primeiro, mas recebeu uma controversa punição de cinco segundos, depois de sair e entrar do circuito, de uma maneira que os fiscais consideraram perigosa, enquanto Hamilton tentava ultrapassá-lo.