Publicado em

HONG KONG (Reuters) - As ações da China caíram para o menor nível em quase um mês nesta segunda-feira com a notícia de que os Estados Unidos podem restringir o acesso de empresas chinesas ao mercado de capitais norte-americano, alimentando os temores de uma grande escalada em sua prolongada guerra comercial.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 1%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,9%, no menor nível desde 2 de setembro.

O subíndice do setor financeiro recuou 1,3%, o de consumo teve queda de 1%, o setor imobiliário caiu 0,1%, enquanto o subíndice de saúde perdeu 0,4%.

O governo do presidente Donald Trump está considerando retirar empresas chinesas de bolsas de valores dos EUA, disseram três fontes familiarizadas com o assunto na sexta-feira. [nL2N26I14Q]

A medida seria parte de um esforço mais amplo para limitar o investimento dos Estados Unidos em empresas chinesas, disseram duas fontes. Uma fonte disse que a motivação são as crescentes preocupações com a segurança do governo Trump acerca das atividades das empresas.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,56%, a 21.755 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,53%, a 26.092 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,92%, a 2.905 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,99%, a 3.814 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,64%, a 2.063 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX permaneceu fechado.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,18%, a 3.119 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,41%, a 6.688 pontos.

(Por Noah Sin)