Publicado em

LONDRES (Reuters) - O presidente da Câmara dos Comuns do Reino Unido, John Bercow, planeja continuar no cargo, apesar das expectativas de que estava prestes a sair, o que pode enfurecer parlamentares a favor da separação britânica da União Europeia que acreditam que ele quer impedir uma saída sem acordo, segundo o jornal Guardian.

O presidente disse ao Guardian que não é "sensato deixar o cargo" com tantos assuntos importantes diante do Parlamento.

"Eu nunca disse nada sobre partir em julho deste ano", afirmou Bercow ao jornal. "Sinto que este é um momento em que acontecimentos grandiosos estão ocorrendo e que há grandes assuntos a serem resolvidos, e nestas circunstâncias não me parece sensato deixar o cargo".

Em um discurso feito em Washington, Bercow disse que é "para os pássaros" pensar que o Parlamento pode ser posto de escanteio no debate sobre o Brexit.

"A ideia de que o Parlamento será... isolado do palco central do debate sobre o Brexit é inimaginável. É simplesmente inimaginável", disse.

(Por Guy Faulconbridge)