Publicado em

SOCHI, Rússia (Reuters) - A Mercedes não faz qualquer aposta para o Grande Prêmio da Rússia de Fórmula 1 neste domingo, quando a equipe com cinco títulos mundiais prevê uma disputa muito dura entre três escuderias.

A equipe alemã chega ao circuito de Sochi após sofrer três derrotas seguidas para a rival Ferrari.

A última delas aconteceu no domingo passado em Cingapura, onde Sebastian Vettel liderou a dobradinha com Charles Leclerc, a primeira da equipe de Maranello desde o Grande Prêmio da Hungria em 2017.

Max Verstappen, da Red Bull, entrou na briga ao superar Lewis Hamilton e conseguir a última vaga no pódio. Na Rússia, a Mercedes espera que seus rivais italianos e de Milton Keynes sejam novamente competidores à altura pelas posições de frente.

"Acho que seria um homem corajoso aquele que apostasse em qualquer uma dessas três equipes porque elas parecem estar muito próximas", disse o diretor técnico da Mercedes, James Allison, sentado ao lado de seus colegas da Ferrari e da Red Bull nesta sexta-feira.

"Então, eu não tenho ideia ... o que eu acho divertido para todos os outros, mas um pouco mais estressante para nós."