Publicado em

Por Richard Martin

BARCELONA (Reuters) - Luis Suárez e Philippe Coutinho se revezaram na posição de figura central do Liverpool antes de conseguirem transferências de sonho para o Barcelona, mas enquanto o uruguaio se tornou um dos maiores artilheiros da história do time catalão, o brasileiro é visto como um fracasso que custou caro.

Os sul-americanos estarão prontos para enfrentar o Liverpool juntos pela primeira vez na partida de ida da semifinal da Liga dos Campeões na quarta-feira em Nou Camp, quando a meta será ajudar o Barça a chegar à sua primeira final em quatro anos.

Suárez foi escolhido como Jogador do Ano da PFA na temporada 2013/14 por deixar o Liverpool à beira do título inglês, que perdeu para o Manchester City.

O Liverpool levou anos para se recuperar de sua partida para o Barça em 2014 por uma transferência recorde de 75 milhões de libras esterlinas, ficando na sexta e na oitava posições respectivamente nas duas temporadas seguintes, até Juergen Klopp mudar seu destino.

"Quando eu estava lá, era muito diferente", disse Suárez em uma entrevista recente ao Guardian. "Estávamos perto da conquista do Campeonato Inglês com uma equipe nem de longe tão boa. Eles não gastavam tanto quanto estão fazendo agora. Qualquer jogador gostaria de ir para o Liverpool agora."

Coutinho acabou assumindo o lugar de jogador mais influente ocupado por Suárez e ajudou a recuperação do time, que não teve mais tais chances desde que o brasileiro partiu pelo valor tentador de 142 milhões de libras esterlinas.

Coutinho e Suárez também têm tido carreiras contrastantes na Catalunha. Enquanto o primeiro se acostumou a ser vaiado pelos torcedores por não se mostrar à altura de seu preço nos últimos meses, o segundo registrou seu nome na história do clube.