Publicado em

Por Richard Martin

BARCELONA (Reuters) - Xavi Hernández, ex-meio-campista do Barcelona e da Espanha, se aposentará no final da temporada para se tornar técnico, encerrando uma carreira de duas décadas rica em troféus.

Xavi, que estabeleceu um recorde com suas 767 atuações pelo Barça e 133 pela seleção, confirmou seus planos de aposentadoria em uma carta aberta enviada a membros da mídia espanhola nesta quinta-feira.

"Esta é minha última temporada como jogador, mas estou ansioso para ver o que o futuro me reserva como técnico", escreveu Xavi, que joga no time Al Sadd, do Catar, desde que deixou o Barcelona em 2015.

"Foi um privilégio jogar futebol até os 39 anos de idade, e agora gostaria de encerrar a temporada em alta conquistando a Copa do Emir do Catar e chegando à próxima fase da Liga dos Campeões da AFC".

Xavi estreou no Barça em 1998, vindo da famosa academia La Masia do time, e logo se tornou o coração de seu meio de campo, vencendo oito títulos espanhóis e quatro títulos da Liga dos Campeões antes de migrar para o Al Sadd.

Ele foi um dos jogadores essenciais para a Espanha conquistar sua primeira e única Copa do Mundo, em 2010, além dos triunfos na Euro de 2008 e 2012, mas se aposentou da seleção depois de um Mundial decepcionante em 2014.

No mês passado, ele ajudou o Al Sadd a vencer a Qatar Stars League, a primeira divisão do país, e chegar às quartas de final da Copa do Emir do Catar.