Publicado em

O Brasil suspenderá a partir do dia 3 de janeiro a exportação de pescados para a União Europeia. A medida foi tomada após uma missão veterinária do bloco econômico identificar supostas falhas e deficiências nos processos de qualidade brasileiros em setembro.

Em nota, o secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Luis Rangel, informou que o ministério deverá preparar nos próximos dias um plano de ação para responder os questionamentos. “A medida mais adequada neste momento é suspender até que tenhamos as soluções para apresentar a eles. Isto nos deixa numa posição mais favorável para retomar as exportações assim que forem resolvidos os problemas, evitando uma suspensão unilateral”, destacou o secretário.

Segundo o presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários (Anffa), Maurício Porto, já vinham sendo encontrados problemas em missões anteriores dos europeus, mas o governo não conseguiu solucionar as questões com as mudanças recentes na administração e a terceirização do trabalho de auditoria. “O Ministério da Pesca acabou, foi para a indústria e agora está no Agronegócio, essa indefinição atrapalha”, avalia o auditor.