Publicado em

Respeitar aptidões, interesses e expectativas dos profissionais é determinante para reter talentos em uma empresa. Uma das ferramentas mais eficazes para isso é mostrar o trajeto que poderão percorrer em busca do conhecimento e desenvolvimento pessoal e profissional.

Empresas mais inovadoras estão migrando para um modelo horizontal de desenvolvimento profissional, como a carreira em W. Como a grafia da letra “W” sugere, esse modelo prevê três caminhos a serem trilhados: administrativo, técnico ou liderança de projetos.

Em outras palavras, além das possibilidades apresentadas no já conhecido modelo Y de especialista ou gestor, o profissional pode optar por seguir um rumo mais técnico, porém sempre aliando as habilidades das demais trilhas.

Isso significa que ele não chega a ser diretamente responsável pela gestão da equipe, mas acompanha pontualmente o desempenho dessas pessoas dentro de um projeto específico, fornecendo feedbacks mais técnicos e atuando de forma consultiva.

Dessa forma, o líder de projetos contará com o conhecimento específico de outras áreas, como a administrativa, para fazer a gestão de pessoas, e a técnica, que cuida do desenvolvimento de produtos e processos. Também terá uma atuação transversal e um importante papel integrador de profissionais de diferentes disciplinas. Entre as competências necessárias a esses profissionais da carreira técnica estão a gestão do escopo, de recursos, de riscos, de comunicação e do tempo.

Aqui na Embraco, uma das maiores fabricantes de soluções inovadoras para refrigeração do mundo, adotamos a carreira em W em 2014. Recentemente, revisamos os caminhos a serem seguidos na empresa para nos mantermos ainda mais atualizados e conectados às necessidades do negócio e do mercado.

São eles: os setores administrativo, que engloba colaboradores que atuam na área de suporte, e o técnico, que trabalha em funções de pesquisa e engenharia e está envolvido em processos de transformação do produto; e a liderança de projetos, que inclui alta tecnologia e complexidade gerencial. Independentemente da vertente escolhida, todos os colaboradores da companhia estão habilitados à carreira em W e têm a oportunidade de escolher a melhor opção para o seu desenvolvimento.

É importante ressaltar que o profissional deve estar aberto a mudanças e ao desafio de descobrir e explorar todo o seu potencial, encontrando e revendo áreas com as quais tem maior afinidade.

A carreira em W é uma metodologia que respeita a diversidade de ambições e habilidades do quadro de profissionais de uma empresa, que se preocupa em fazer com que o cada um sinta-se autônomo e protagonista do seu desenvolvimento, de acordo com o propósito individual e com as necessidades do coletivo.

Inúmeras pesquisas têm demonstrado que o propósito no ambiente de trabalho motiva a inovação, o empreendedorismo corporativo, a troca de conhecimento entre gerações e setores, bem como dá significado ao trabalho diário, estimula o senso de comunidade e ajuda a reter talentos.

Com o mercado corporativo cada vez mais competitivo e dinâmico, a progressão em W tem se mostrado o modelo mais alinhado com as novas modalidades de trabalho, a chegada das gerações Y e Z e as transformações tecnológicas. Trata-se de um caminho promissor - e sem volta.

corporate.communication@embraco.com