Publicado em

Mais um fato lamentável que mostra o que costumo chamar de “efeito manada” aconteceu essa semana e nos deixa mais uma grande lição para a carreira. Veja bem o que a falta de duas competências importantes (raciocínio crítico e empatia) pode produzir em escala nacional. O caso é triste, lamentável, mas didático.

Nesta semana o Santos meteu 3 x 0 no Vasco em um jogo do campeonato brasileiro de futebol. O primeiro gol ocorreu após uma falha bem feia do goleiro vascaíno. Até aí, tudo bem. No transcorrer da partida e ao longo dos outros dois gols, um site chamado “Desimpedidos” postou no seu Twitter uma campanha para que Sidão fosse eleito o “melhor do jogo”, para receber o troféu que a Rede Globo entrega ao final de todos os jogos. Uma pequena “zoeira” pelo mal desempenho do goleiro. A internet inteira comprou a (péssima) ideia e o cara foi eleito “o melhor do jogo”. Ao final, sob ordem de alguém que ainda não mostrou a cara, a repórter foi ao jogador, que veio dar a entrevista com cara de tristeza pelas suas falhas, e entregou o troféu “melhor do jogo”, pois esse havia sido o resultado na internet. Sidão, com cara de surpresa e sem entender nada, pegou o troféu e se foi. Tente imaginar o que ele sentiu após descobrir o que de fato tinha acontecido e o tamanho da sua dor. Falhou, como todos falham algum dia, e foi “zoado” em rede nacional e com o endosso da maior rede de televisão do país.

Bom, a repercussão foi mundial. O mundo do esporte (não só do futebol) condenou todos os que, de alguma forma, contribuíram para esse vexame.

As lições desse caso são claríssimas. Às vezes, na vida pessoal ou no mundo do trabalho, recebemos um convite para participar de uma “brincadeirinha” e entramos de gaiatos, sem pensar nas consequências dessas pérolas para outras pessoas ou para nós mesmos. Como já escrevi antes, isso é falta de duas competências básicas: Raciocínio crítico, que nos convida a sempre se perguntar “Por que” e “por que não” e Empatia, a capacidade de se colocar no lugar do outro. A falta dessas duas juntas, então, produz esse horror.

Ao site “Desimpedidos”, fica o troféu “Pior ideia do ano”. Parabéns pelo pedido oficial de desculpas, mas saibam que o dano está feito e foi grande. À Rede Globo e ao profissional que mandou a repórter entregar o prêmio, mesmo sabendo que era um grande erro, sugiro também rever muitas de suas práticas, porque o mundo está mudando e gigantes também caem, principalmente neste novo século. Aos internautas que entraram na onda e votaram no Sidão, sugiro estudar um pouco mais sobre o significado de empatia ou, pelo menos, antes de criticar o que a Globo fez, façam uma autocrítica. O mínimo que cada um deveria fazer era enviar algum tipo de pedido de desculpas ao goleiro. E ao Sidão, meus sinceros votos de que siga a sua carreira com força, dedicação e vire esta página. O erro, como tenho escrito muito aqui, é um ingrediente de sucesso. Você não foi o primeiro e nem será o último a cometer erros que implicam em uma derrota do seu time. A jornada profissional é assim. Caíamos, levantamos e seguimos em frente...

E para nós, que assistimos de camarote a este filme horrível, fica a lição de sempre pensar antes de agir e sempre se perguntar antes de entrar numa brincadeira: Quais podem ser as consequências para mim e para outros? Até o próximo