Publicado em

O app de fretamento coletivo de ônibus Buser já disponibiliza aos usuários a possibilidade de viajar entre Rio e São Paulo por cerca de R$ 50 na modalidade executiva. O preço em empresas de viação nas rodoviárias para o mesmo trajeto é mais de R$ 100. Apps similares já fazem sucesso na Europa.

Por conta disso, a Buser, startup 100% brasileira, enfrenta série de ações movidas por viações tradicionais. A mais recente foi apresentada ao STF pela Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros, que representa grupos como o de Jacob Barata, Luiz Gontijo, Nenê Constantino. Querem extinguir o app na Justiça