Publicado em

Novos tempos 2

Chamou a atenção numa praça de Londrina (PR), há dias, o protesto miúdo de cinco pessoas na campanha “Lula Livre”. Dois deles eram o ex-ministro Gilberto Carvalho e o ex-deputado presidiário André Vargas.

Herói do divórcio

O presidente Bolsonaro assinou a Lei 13.852, que o ex-senador Nelson Carneiro no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria. Não fosse ele em 1977, o Brasil não teria instituído a Lei do Divórcio, que facilita a vida de milhões de pessoas há décadas.

Mais um

O deputado federal Felipe Carreras (PE) corre risco de ser o segundo filiado a ser expulso do PSB. O primeiro foi o senador Jorge Kajuru (GO). O partido fechou questão contra a reforma da Previdência. E Carreras já dissera que votaria a favor do Governo.

Caso saia do PSB, Carreras abre caminho para o filho do saudoso Eduardo Campos, o também federal João Campos, ser alçado candidato a prefeito do Recife.

Coldre e apito

A se confirmar que um delegado será presidente da Funai, como ventila-se na Esplanada, os apitos dos indígenas soarão alto. Exonerado na última gestão de Franklinberg de Freitas – o general que caiu por pressão da bancada ruralista – o policial não é benquisto nas etnias.

Da UTI

A linha de crédito no BNDES idealizada pelo ex-presidente Joaquim Levy para os hospitais das Santas Casas, que poderá salvá-las dos rombos bilionários Brasil afora, vem a calhar com uma promessa do ministro da Saúde, Luiz Mandetta, para os colegas da Câmara. Dezenas de deputados que apadrinharam Mandetta no cargo são padrinhos das Santas Casas, para onde destinam dezenas de milhões, por ano, em emendas.

Novela real

Veja como, nesse embate da reforma da Previdência por manutenção de direitos, “os fins justificam os meios” na sobrevivência das categorias. Um grupo de servidores em protesto na Câmara ovacionou o deputado José Guimarães (PT-CE). É do jogo. Mas confrontados por uma mulher sobre a lembrança de que era o deputado cujo assessor foi flagrado com os dólares na cueca, anos atrás, o grupo soltou, com sorriso amarelo: “Mas agora ele defende nossos interesses”. 

CULTURA

Souza na Bienal

Um dos mais renomados escritores do Amazonas vai marcar presença na Bienal do Livro do Rio de Janeiro em lugar nobre – e merecido. Márcio Souza, autor de “Amazônia Indígena” (Record) entre outros clássicos (que inspiraram filme e minissérie) dividirá mesa com Larry Rohter, autor da biografia de Marechal Rondon, no Café Literário. A dupla terá companhia de Mànya Millen e Sérgio Abranches.

Aliás, lembram do Rohter? Era correspondente do NY Times e foi expulso do Brasil pelo então presidente Lula da Silva, porque sugeriu em reportagem que ele gostava de beber. Hoje, Lula, com certeza, não bebe.