Publicado em

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), vem sofrendo pressões da empresa Infosolo para operar o Detran do Estado. 

Há um risco forte apontado por aliados do Palácio Bandeirantes: é que a Infosolo pertence a um empresário ligado ao ex-senador preso pela Lava Jato, Gim Argello (DF).

O dono da Infosolo também foi dono da Dismaf, que chegou a perder a licença para vender para o governo federal, na esteira do Mensalão petista (AP 470 no STF).

O empresário repete na praça  que foi inocentado de tudo, mas a mancha das empresas ficou na praça.  Palacianos indicam a Doria o Google para checar.

Atualização sexta, 3/5, 19h55-, em nota após procurada pela Coluna , a Infosolo aponta que o mercado de registro de veículos é feito por concorrência desleal de uma empresa e informa que "nenhum relacionamento tem com o governador, é uma das 15 credenciadas para fazer tais registros e atuará no mercado normalmente, como faz em todo o território brasileiro."

Em nota, o  Detran.SP esclareceu "que não há possibilidade de que a empresa Infosolo, ou qualquer outra, opere esta autarquia. A Infosolo é uma das 15 empresas credenciadas para atuar no segmento de registro de contratos de financiamento de veículos, conforme prevê a legislação federal de trânsito".