Publicado em

O PSB, fortalecido na época do governador Eduardo Campos, de Pernambuco, segue desidratado pelos próprios filiados a legenda que debandam para outros partidos. O último a deixar a legenda socialista foi o prefeito de Petrolina (PE), Miguel Coelho.

Foi o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), que está de olho no Palácio das Princesas, quem comandou a desfiliação do filho alcaide. 

Nascido politicamente do gabinete de Campos, o governador pernambucano Paulo Câmara (PSB) está perdendo poder gradativamente no partido.

Os dois maiores colégios eleitorais são comandados por ex-socialistas: Raquel Lyra, em Caruaru, e Miguel Coelho, em Petrolina.