Publicado em

O senador Magno Malta (PR-ES), que não se reelegeu, será anunciado ministro do Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do Governo de Jair Bolsonaro. Esta pasta era a única que faltava na lista formada pelo grupo de transição.

Malta está em Brasília e foi o próprio quem avisou a fontes da Coluna da decisão do presidente eleito. 

A pasta cuidará do Bolsa Família - que deve ser ampliado e ganhará outro nome - e tratará da questão dos direitos humanos. O ministério deve englobar também as atuais Secretarias das Mulheres, da Igualdade Racial e da Juventude.