Publicado em

Sob a alegação de falta de “amparo legal”, PT, PSOL e PCdoB tentam derrubar a Portaria 441, na qual o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, autoriza o uso da Força Nacional de Segurança na Esplanada por 33 dias.

No período, estão previstas manifestações de movimentos de povos indígenas e atos no 1º de Maio Unificado contra a Reforma da Previdência (PEC 06/19). As legendas apresentaram projetos de Decreto Legislativo para sustar a medida. Autoridades de inteligência do Governo têm informações de que preparam baderna. A conferir.

O líder do PT, Paulo Pimenta (RS), aponta que a Força somente poderá ser empregada nos Estados e no DF por solicitação expressa do governador: “O que não aconteceu neste caso”. O PSOL sustenta no PDL que “não cabe à Força Nacional, no Estado Democrático de Direito, a função de reprimir manifestações populares”.