Publicado em

Ficam os dedos 

O maior desafio do Planalto hoje não é quem faz a articulação do Governo. É quem trabalha contra. É o senador Renan Calheiros quem tem derrubado as pautas. E ri, muito.

Terceira idade

O presidente Bolsonaro gostou da ideia do Ministério dos Direitos Humanos de lançar o Programa Casa Dia, uma espécie de creche para idosos. Deve investir no programa.

Precavido

Presidente Bolsonaro tem usado colete à prova de balas em agendas externas, até nas ruas de Brasília, e no trajeto entre os Palácios da Alvorada e do Planalto.

Patriotismo

O patriotismo está em alta. Foi reativada a Liga da Defesa Nacional, fundada no início do século 20 por Rui Barbosa e Olavo Bilac. Entre as propostas, a instalação da bandeira nacional em cada escola, empresa e sindicatos. Aliás, nos EUA isso é comum.

Primeiro teste

Das salas das corporações para a gestão pública, o termo compliance – conjunto de regras e práticas pela ética no trabalho – agora ganha administrações públicas. A Prefeitura de Rolândia (PR) adotou. Pioneiro foi Romeu Zema, que já na transição fez seleção profissional de secretários do Governo de Minas Gerais.

Pouso forçado

Um expert em grandes obras lembra que o PT era tão amigo das empreiteiras que a então presidente Dilma Rousseff, em dezembro de 2013, chegou a anunciar um terceiro aeroporto em São Paulo. O que não aconteceu, mas causou frisson na turma do concreto. Foi truque para ela se livrar da cobrança das construtoras amigas do partido.

Resto$ 

Mesmo com caixa apertado, o Governo começou a pagar, a granel, grandes contratos do Governo Temer firmados entre ministérios e fornecedores. Inclusive os de mídia. 

Cartas de Chico

Amigos de longa data, Lula da Silva e Chico Buarque têm trocado cartas. A mensageira é a jurista Carol Proner, namorada do cantor, que celebrou seus 75 em Paris.

Resistência

Continua a batalha entre ruralistas e indigenistas pelo direito às demarcações de reservas indígenas, enquanto o Governo só assiste. A líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama (MA), pediu ao presidente da Casa, Davi Alcolumbre, a devolução para o Planalto da MP que devolve a demarcação de terras para as mãos do Ministério da Agricultura. A demarcação está com o Ministério da Justiça.

Memória ministerial 1

A ex-ministra da Cultura Ana de Hollanda conclui livro sobre a sua gestão na pasta (2011-12), no Governo Dilma Rousseff. Vai revelar detalhes sobre o setor. Diz que o livro é direcionado a professores e estudantes universitários. 

Memória ministerial 2

O ex-ministro da Ciência e Tecnologia Roberto Amaral escreve livro sobre o trabalho desenvolvido pela pasta desde sua criação, no Governo José Sarney, com a gestão de Renato Archer, até sua extinção, pelo governo Michel Temer.

Rio respira

A despeito do insaciável mercado por ‘espigões’ no Rio de Janeiro, há pérolas seculares que resistiram. Agora, o histórico Solar dos Abacaxis, de 1843, no Cosme Velho, está à venda por R$ 4 milhões pela Sérgio Castro Imóveis.

Clima inadequado

Ativistas comemoram decisão da Justiça de Canindé (CE) de determinar a transferência de dois ursos do zoológico do município, que devem ser levados para o interior de São Paulo. O clima do sertão é inapropriado para os animais.

Festival da maldade

Mais de 2,3 milhões de pessoas já assinaram no Brasil petição eletrônica contra o Festival de Yulin, que começou sexta na China. O evento anual serve carne de cachorro como prato principal. Estima-se que cerca de 15 mil cães são mortos para este evento.

Vem pro Carro

Sobrou para a turma do volante. Sabem o presidente de banco federal que foi flagrado aos amassos dentro do carro oficial, com subordinada, no estacionamento da sede em Brasília, como revelou a Coluna? Acaba de determinar ao departamento de Recursos Humanos que faça contrato de confidencialidade com todos os motoristas da instituição.

O cidadão engravatado, da alta em Brasília, já teve problemas no Piauí há dois meses. Um motorista de Teresina, que o transportou, abriu o bico sobre as revelações do chefão, ouvidas num trajeto, e foi demitido. O profissional processa o banco.

Turma do terno

O vice-presidente do Brasil, general Hamilton Mourão, tem tido uma boa interlocução com a Maçonaria em Brasília. Recebeu grupo de maçons de uma Loja na última terça. Aliás, a comunidade maçônica é forte na capital. O Distrito Federal tem 90 lojas.

Moratória a la Goiás

Com a liminar do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, para suspender por seis meses o pagamento de dívidas do Estado com a União, o governador Ronaldo Caiado (DEM) deu um drible na notícia ruim que pode assustar a população e os investidores. Para quem entende do assunto, foi moratória, mesmo, a suspensão de parcelas de R$ 120 milhões do governo de Goiás para o Tesouro.

IPI do refri

Duas gigantes fabricantes de refrigerantes e cervejas do Brasil atualmente usam créditos de Imposto sobre Produto Industrializado (IPI), em vez de pagar os impostos, para abater em outros tributos do setor, onerando os cofres dos Estados. Daí, a ideia bem-vinda no Planalto de zerar o IPI para xarope de refrigerante, produzido em Manaus, ganhou a ira dos empresários das fabricantes.

Do total arrecadado com 4% sobre o produto final, 23,5% vão para o Fundo de Participação dos Estados e Municípios – e governadores e prefeitos poderão ter adicional. A proposta é da Frente Parlamentar em Defesa da Indústria de Bebidas.

Para o Tocantins, isso significa implemento de R$ 21,11 milhões nos cofres pelos próximos 12 meses. Seriam mais R$ 30,79 milhões para a Paraíba; R$ 21,76 milhões para Santa Catarina; e R$ 37,96 milhões para o Paraná, só para citar estes exemplos.