Publicado em

“É necessário preservar a democracia e impedir retrocessos. A ‘âncora’ da democracia é a soberania popular. A autoridade é o povo”, disse ontem o presidente Michel Temer (MDB) por ocasião dos 30 anos da Constituição Federal. “Precisamos tomar cuidado para não retroceder, não regredir, não voltar atrás. Nenhum retrocesso é permitido. Acho que temos essa democracia muito solidificada e comporta eventuais melhorias, mas isso é o tempo que vai dizer, porque 30 anos são quase nada para uma Constituição”, destacou, sem se referir à existência de temores de ameaça à democracia com possibilidade de eleição do candidato Jair Bolsonaro.

Liberdade das instituições

Na entrevista à NBR, a agência oficial do governo, Temer lembrou sua vivência como deputado federal constituinte em 1988. Também destacou que a democracia brasileira é consistente porque se sustenta na “liberdade absoluta” e na “autonomia entre os poderes”, além da soberania popular. “Você veja a liberdade absoluta que as instituições todas têm”, acrescentou. Ele aproveitou para destacar a importância das eleições e do voto. “No dia 7 de outubro, nós vamos ter a manifestação daquele que é dono do poder, o povo”, comentou.

Constituição cidadã

O presidente não mencionou uma das maiores críticas ao candidato favorito nas pesquisas de intenção de voto é seu vice, general Hamilton Mourão – que defendeu uma nova Constituição para o País, elaborada apenas por uma comissão de “notáveis” –, mas foi categórico ao destacar o legado do perfil cidadão da Constituição. “Foi um trabalho do qual participou toda a sociedade. Quando se fala em Constituição Cidadã é porque ela trouxe para seu escrito as tendências da sua sociedade, acabou abrigando todos os setores da sociedade.”

Potencial na previdência...

A Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) aprovou o plano multipatrocinado da Fundação de Previdência Complementar do Estado de São Paulo (SP-PREVCOM) e homologou o convênio de adesão firmado com a Prefeitura de Birigui. O órgão federal sancionou o regulamento do Plano de Benefícios Prevcom Multi. Na avaliação do presidente da entidade, Carlos Henrique Flory, a partir da decisão da Previc, o interesse pelo novo plano da Fundação deve se intensificar. Há negociações em curso com diversas prefeituras.

... de servidores públicos

“O multipatrocinado, por sua modelagem e flexibilidade de custo, deverá se tornar um dos maiores planos de previdência complementar para servidores públicos do Brasil”, diz Flory. Esta tendência é confirmada pelos protocolos de intenção assinados, encontros agendados e solicitações enviadas por cerca de quinze municípios. Entre eles está a Prefeitura de Maceió, capital de Alagoas, que pretende fazer parte deste novo plano. O potencial do Prevcom Multi prevê a expansão sólida e sustentável ao longo do tempo no estado mais rico da federação brasileira.

Intercâmbio entre Brasil e Canadá

Terminou ontem a segunda edição do festival Sintonias Canadá-Brasil Music Fest na cidade de São Paulo, a primeira a receber o intercâmbio de talentos da música instrumental dos dois países. Brasília também está na escala dos artistas, com shows a partir de amanhã (6). Um dos convidados do evento é o acordeonista canadense Michael Bridge, que inovou a forma de tocar o instrumento, quebrando estereótipos. Outra atração internacional é Eric St. Laurent Trio, pela primeira vez ao Brasil com ritmos afro-cubanos combinados com elementos de jazz e blues. A banda já excursionou por dezenas de países e foi premiada nos festivais de jazz de Montreal e Viena. "Desde 1994, quando cheguei ao Brasil, trabalho garimpando estes grandes músicos para que o Brasil os conheça", diz o diretor artístico do festival, o músico e produtor canadense radicado no Brasil Alvise Migotto. O festival é realizado pela Fare Arte com apoio do Consulado Geral do Canadá em São Paulo, Câmara de Comércio Brasil-Canadá (CCBC) e Air Canada.

‘Cabana’ na Fábrica de Arte