Publicado em

Enquanto o governo federal corta verbas para incentivar os cientistas de base, algumas escolas tentam fazer a sua parte. Um colégio de Ribeirão Preto, no interior paulista, é selecionado para expor projeto em evento da Unesco, amanhã e sexta-feira (6), em Santos (SP). O projeto Lixo no Mar, desenvolvido por alunos do Ensino Fundamental do Colégio Marista Ribeirão Preto será apresentado no 1º Seminário Cultura Oceânica e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, promovido pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e Prefeitura de Santos, em parceria com Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Maristas levam à Unesco solução...

Para diminuir o consumo de plástico no dia a dia, o projeto foi criado por estudantes do sexto ano do Marista, por meio do Projeto Anual Reciclasse, voltado à conscientização sobre os prejuízos desse material para o meio ambiente e vida marinha. Ao longo do primeiro semestre, os alunos pesquisaram sobre o assunto, realizaram debates e ações para conscientizar a comunidade escolar. O  Cultura Oceânica, lançado pela Unesco para promover a conscientização e troca de conhecimentos sobre a relação entre o cotidiano e o oceano, se interessou pelo Lixo no Mar.

...para diminuir lixo do mar

“Esse movimento veio ao encontro do que o Ocean Literacy defende, que é contar com a contribuição de todos para a preservação dos mares, mesmo que estejamos distantes do litoral”, explica a professora e coordenadora do projeto, Thaís Failache Ribeiro Pileggi. A professora foi convidada pela Unifesp, que acompanhou os trabalhos realizados pelos alunos no primeiro semestre de 2019. “Conhecemos diferentes iniciativas inovadoras e de qualidade alinhadas com os objetivos do nosso projeto e do programa”, diz Ronaldo Adriano Christofoletti, biólogo da Unifesp.

Transformar a realidade

Uma das iniciativas corresponde às atividades que a equipe do Colégio Marista Ribeirão Preto vem desenvolvendo nos últimos anos, relacionadas às temáticas socioambientais e ensino com aprendizagem ativa, promovendo a cultura oceânica, acrescenta Christofoletti. O Lixo no Mar faz parte do Projeto de Intervenção Social, realizado entre os alunos maristas com propostas de aprendizagem que potencializam vivências em grupo e buscam transformar realidades. Os estudantes aprendem a analisar situações e buscar soluções para os problemas sociais encontrados.

Foco na Década dos Oceanos

Os projetos se transformam em ações compartilhadas entre alunos, em sala de aula, em casa ou até mesmo nas comunidades em que vivem. O evento de amanhã e sexta-feira, em Santos, contará com a presença de representantes de organizações públicas, privadas e setores governamentais que atuem na área de ensino e meio ambiente. Faz parte do projeto Maré de Ciência, desenvolvido pela Unifesp, Prefeitura de Santos e Unesco, e busca promover engajamento social e científico, além de impacto nas políticas públicas, com foco na Agenda 2030 e na Década dos Oceanos.

Para investir em Portugal (I)

Legenda: Chitra Stern, fundadora do grupo português Elegant Group: De olho no interesse dos brasileiros em Portugal. Foto: Divulgação.

A rede de hotéis e resorts Martinhal, do Elegant Group, de Portugal, definiu o mercado brasileiro como prioritário para o lançamento do Martinhal Residences, novo empreendimento no Parque das Nações, em Lisboa. Na última semana deste mês, Chitra Stern, fundadora,  diretora de marketing e administradora do grupo virá ao Brasil pela primeira vez para, ao lado da brasileira Thaya Marcondes, gerente de desenvolvimento de negócios do Martinhal Residences, apresentar aos investidores os dois empreendimentos a serem entregues em 2022, em um total de 130 milhões de euros, no Parque da Nação. Um terá 12 andares, destinado a receber a sede da empresa Ageas Seguros; o outro, com 14 andares, englobará um apart-hotel alto padrão (Martinhal Residences). “Esse é o produto mais luxuoso que alguma vez já desenvolvemos, queremos muito avançar aqui com um produto topo de gama”, ressalta Chitra Stern.

Para investir em Portugal (II)

O grupo português ainda vai anunciar a criação da United International School of Lisbon, com capacidade para 900 alunos e que será inaugurada em setembro do próximo ano. Atento ao ritmo crescente de investimentos realizados por brasileiros em Portugal nos últimos anos, o Elegant Group identificou carência na oferta educacional. “Não trabalhamos na área, mas notamos essa necessidade. Quando estrangeiros decidem morar em Portugal, buscam escolas com o mesmo nível que tinham no país de origem, assim muitos vão para o Estoril ou Cascais, pois lá estão as escolas internacionais, então se desejamos que eles fiquem em Lisboa, precisamos criar oportunidades”, diz Chitra. A escola internacional vai atuar desde o jardim de infância até ao 12º ano de escolaridade.

Carro-forte mais forte

Fomentar a livre concorrência e a cultura de boas práticas na segurança privada são objetivos da Associação Nacional de Segurança e Transporte de Valores (ANSEGTV) com escritório recém-inaugurado em Brasília. A entidade reúne 12 empresas do segmento para realizar grupos de estudo, eventos, missões, pesquisas e difusão. O intuito é elevar a qualidade do serviço e ampliar o atendimento no setor de segurança privada e transporte de valores.  “Temos um mercado muito importante para o funcionamento da economia e da sociedade, mas que precisa se modernizar com novos investimentos e com uma saudável desconcentração”, diz o diretor presidente da ANSEGTV, Gabriel Montenegro Damasceno. O mercado de segurança privada no Brasil emprega mais de 500 mil trabalhadores formais e tem faturamento anual de R$ 33 bilhões.

Vestindo a camisa

Com objetivo de angariar fundos para organizações sem fins lucrativos com rapidez e segurança, a eSolidar, plataforma de impacto social que oferece às instituições de caridade ferramentas fáceis para atrair recursos e aumentar a visibilidade, está leiloando camisetas oficiais do time de basquete norte-americano Brooklyn Nets, do ex-jogador Oscar Schmidt e do Corinthians. Todas as peças são autografadas. Os interessados na camisa de basquete têm até 15 deste mês para dar um lance, que parte de R$ 1.000,00. O leilão é realizado em parceria com a Think Sports, agência especializada em marketing esportivo, e os valores arrecadados serão revertidos para a Associação Cruz Verde. Quem preferir arrematar a camisa do Corinthians tem até 16 de setembro, com lance mínimo de R$ 200,00. O valor será destinado para a Associação Brasileira de Pessoa com Hemofilia (Abraphem).

Startups socioambientais

Na segunda edição do programa de aceleração da Cervejaria Ambev, com foco em inovação e busca de startups com soluções para os principais problemas socioambientais da atualidade, a  Aceleradora 100+ aumentou o prêmio para R$ 100 mil à vencedora, além da oportunidade de ir para a sede da ONU em Nova York apresentar sua ideia a fundos globais de investimento de alto impacto. Startups e empreendedores em diferentes níveis de maturidade de negócios podem inscrever seus projetos até o dia 31 de outubro. Rodrigo Figueiredo, vice-presidente de Sustentabilidade e Suprimentos da Ambev destaca que em um ano, a cervejaria conseguiu fazer “tanta coisa legal e, isso mostra que, juntos, podemos causar um grande impacto e fazer do mundo um lugar melhor”. Em 2018, a companhia investiu mais de R$ 3 milhões no programa e em acordos comerciais, e selecionou 21 startups entre mais de 400 inscritas. Dessas, onze continuam com pilotos sendo desenvolvidos pela Cervejaria e três foram selecionadas para apresentar os projetos na sede da AB InBev, em Nova York. 

Inovação aberta

Manaus (AM) recebe o primeiro espaço de inovação aberta da região com um grande evento que abordará temas como transformação digital, negócios, inovação e internacionalização de software. O Summit Manaus Tech Hub acontece de 11 a 14 deste mês. “O evento é uma excelente oportunidade para toda a comunidade empreendedora da região norte, essencialmente startups e pessoas que estão pensando em entrar neste segmento. Serão quatro dias de muito aprendizado, troca de experiências e imersão neste setor”, reforça Marcel Gonçalves, gerente sênior de novos negócios do Sidia Instituto de Ciência e Tecnologia. O evento é uma das ações do Manaus Tech Hub, espaço destinado a pesquisas e desenvolvimento de projetos relacionados à inovação aberta. O espaço, no coração do Polo Industrial de Manaus, permite estreitar e ampliar o relacionamento não somente com a indústria, mas também com a academia e demais institutos e empresas da comunidade.

Imigração judaica

Considerado um artista que soube olhar com sensibilidade e empatia para o mundo a seu redor, “conservando muito abertos os olhos”, como certa vez ele mesmo declarou, Lasar Segall terá gravuras expostas no Memorial da Imigração Judaica e do Holocausto até 26 deste mês. Seu tema principal é a imigração judaica para o Brasil, país no qual se instalou em 1923 e residiu até sua morte, em 1957. Conforme destaca o Museu Lasar Segall, o ambiente de Vilna, sua cidade natal na Lituânia, com suas múltiplas religiões, línguas e tipos humanos, bem como o drama da emigração, o marcaria por toda a vida, dedicando parte de suas obras a temas como a experiência judaica, a noção de identidade e o exílio dos que são obrigados a deixar seus países. O Memorial da Imigração Judaica e do Holocausto, na capital paulista, expõe dezenas de gravuras de Segall sobre a imigração, produzidas entre 1926 e 1930, revelando variadas cenas das viagens em navios com destino ao Brasil.

Piaf na voz de Jil Aigrot

Legenda: A cantora francesa Jil Aigrot, voz da atriz Marion Cotillard  em “Piaf- Um Hino ao Amor”, se apresenta pela primeira vez em São Paulo. Foto: Divulgação

A Série TUCCA Concertos Internacionais traz pela primeira vez ao Brasil a cantora  francesa Jil Aigrot. Ela se apresenta com os músicos Claude Tedesco, piano, Eros Cordogl, acordeão, Fabrice Bistoni, baixo e Jerome Achart, percussão, no dia 24 de setembro, às 21h, na Sala São Paulo. No espetáculo, ela cantará os principais sucessos de Edith Piaf, como “Je Ne Regret Rien” e “Hymne à l’amour”. Toda a renda de bilheteria será destinada a TUCCA, 100% dedicada à cura do câncer em crianças e adolescentes. Após se apresentar por anos pela Europa, Aigrot foi descoberta por Ginou Richter, confidente da grande cantora francesa, que em um dia de autógrafos de sua biografia “Piaf, mon mie” conheceu Aigrot e a apresentou ao roteirista e diretor de “Piaf – Um Hino ao Amor”, de 2007. Ela passou a ser de voz da atriz francesa  Marion Cotillard, vencedora do Oscar de melhor atriz pelo papel de Piaf, no filme.

 
Liliana Lavoratti é editora de Fechamento - liliana@dci.com.br