Publicado em

Sabe aqueles selinhos que as grandes redes de supermercados entregam aos clientes depois da compra para trocar por uma panela francesa ou outro utensílio doméstico de valor agregado considerável? Por trás dessas campanhas de fidelização de curto prazo que promovem o engajamento e a interação dos clientes e começam a ganhar força no Brasil existe um mercado com elevado potencial. “Um varejista que fatura R$ 1 bilhão ao ano já tem condições de fazer esse tipo de campanha promocional”, afirma Beatriz Ramos, CEO da operação de R$ 200 milhões anuais da BrandLoyalty no Brasil. Holandesa, a empresa é líder no mercado global e aqui.

De 6% a 15% de aumento nas vendas

Neste ano, a BrandLoyalty espera ampliar seu faturamento para R$ 300 milhões, confiante na ascensão desse mercado, que tem muito a avançar no País, segundo Ramos. “Para os varejistas, o resultado é 6% a 15% de aumento nas receitas. E nos clientes cresce a percepção de qualidade e alto valor agregado nos produtos dados em recompensa às compras”, argumenta a CEO. Ela acrescenta que essas campanhas estão mudando o comportamento dos consumidores, que não se satisfazem mais em ceder seus dados às lojas “em troca de R$ 5 de desconto ou de uma caneca”.

Brasil é quinta operação da BrandLoyalty

Pioneira no País – onde está há oito anos –, a subsidiária brasileira tem, hoje, entre seus clientes locais redes do porte do Pão de Açúcar, Extra, Makro e Dia % e regionais, como Supermercados COOP e Super Muffato. A operação brasileira já figura como a quinta maior no ranking da BrandLoyalty, que opera em 60 países ao redor do globo, em três continentes. Em sua página no LinkedIn, resume os objetivos da empresa como aumentar a participação dos varejistas no coração e na carteira de seus clientes (Share of Wallet & Share of Heart).

Novos hábitos do consumidor

Certa de que outros players globais que atuam no mercado de campanhas promocionais com entrega de recompensas desembarcarão no Brasil em breve, atraídos pelo potencial elevado, Ramos enfatiza que a evolução do comportamento dos consumidores também faz parte do movimento de disrupção do varejo e da democratização do consumo de mercadorias consideradas caras para algumas faixas de renda. “Outra grande vantagem é que tudo acontece dentro da loja, no curto prazo, sem necessidade do cliente entrar em site ou ligar para o 0800”, ressalta.

A logística por trás dos selinhos

Mas para que o consumidor receba os selos na hora da compra, faça a coleção e depois retire as recompensas, há uma logística que não pode falhar. A começar pelos selinhos, feita com a mesma tecnologia de impressão de papel moeda para evitar fraudes, conta A CEO da BrandLoyalty. A empresa tem 30 colaboradores no Brasil, que fazem desde o planejamento da campanha, seis meses antes, indicam os fornecedores de produtos no exterior para a importação, gerenciam os estoques para evitar falta nas lojas, distribuem os selos.

Sorridents investe R$ 1 milhão ...

A Sorridents - maior, premiada rede de franquias da América Latina e case de sucesso em Harvard que completa 25 anos em 2020 -, fecha parceria inédita com a Invisalign, da Align Technology, fabricante de scanners digitais 3D e alinhadores transparentes, sediada em San Jose, na Califórnia (EUA). A marca, que anunciou novo portfólio de produtos, passa a ter a Sorridents como a primeira rede de franquia a distribuir os produtos Invisalign. Com investimento de R$ 1 milhão nesta iniciativa, a Sorridents começa a operação por meio de seis unidades na capital paulista.

... em parceria com a americana Invisalign

Após seis meses, as demais 300 unidades da rede espalhadas em 15 estados também passarão pelo mesmo processo de credenciamento e poderão oferecer os tratamentos com produtos Invisalign.  “Entendemos que começar operando com unidades piloto seria uma forma estratégica de firmar laços entre as companhias. Após esse período, reproduziremos o processo a todos os franqueados Sorridents,”, conta Gislene Soares, diretora de operações da Sorridents.

R$ 200 milhões para inovação

É a cifra atingida pela Desenvolve SP, agência de fomento paulista, em financiamentos de projetos inovadores para empresas paulistas. Mais da metade desse valor (51%) foi demandado por micros e pequenos empreendedores. Os recursos, desembolsados ao longo de seis anos, foram destinados principalmente para a criação de softwares, plataformas digitais e apps voltados às áreas da saúde, mobilidade urbana e agronegócio. A demanda por crédito para esse tipo de investimento aumentou nos quatro primeiros meses do ano, foram R$ 23,5 milhões que representam um crescimento de 82% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Impressão 3D

De acordo com a Consultoria Empresarial Americana Wohlers Associates, o setor de impressão 3D tem crescido a uma taxa média anual de 24,9% e, até 2027, cerca de 10% de tudo o que for produzido no mundo será impresso em 3D. Redução drástica dos preços das impressoras e aplicação nos mais diversos ramos da Indústria, Saúde e Educação têm contribuído para que este mercado cresça acima da média no Brasil e no mundo. Prova disso são as iniciativas que têm aproximado cada vez mais o público desta tecnologia, como é o caso da Inside 3D Printing Conference & Expo, a maior conferência e exibição de impressão em 3D na América do Sul. O evento será realizado em 10 e 11 de junho, em São Paulo, e trará o que há de mais moderno no mercado nacional e internacional, além de apresentar as diversas aplicações em áreas como medicina, arquitetura e construção, engenharia, automotivo, indústria aeroespacial, etc. Também serão apresentadas palestras com especialistas renomados no setor.

‘A Procissão’

A peça resgata um teatro onde o ator é a peça essencial, revelado na simplicidade cênica e na eloquência dos contadores de história, que fazem de Zé, um catalisador de nossas buscas (Foto: Divulgação)

O ator Gero Camilo fará sessão única da peça “A Procissão” no dia 24 de maio, sexta-feira, das 19 às 20 horas, na Área de Convivência do Sesc Carmo, na capital paulista. No mesmo local, dia 29, quarta, ele ministra a vivência “Do corpo ao texto, do texto ao corpo: um laboratório cênico”. “A Procissão” mostra a trajetória de romeiros que seguem sua caminhada em busca da sobrevivência e da fé. Num cenário simples, composto de velas, cruzes e lampiões, a peça caracteriza-se pela poesia e humor, embalados ao som da viola cortante e da percussão marcada, típicas das andanças desses sertões. Zé, interpretado por Gero Camilo, encara a plateia olho no olho e convida o espectador a caminhar com ele através do mundo árido, porém cheio de surpresas.

 

Liliana é editora de fechamento - liliana@dci.com.br