Publicado em

O presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem que vai vetar a parte do projeto de lei aprovado na semana passada pelo Congresso Nacional que prevê a adoção de uma lista tríplice para a escolha do presidente de agências reguladoras. “Essa parte será vetada de hoje [ontem] para amanhã [hoje]”, disse Bolsonaro, em entrevista coletiva no Palácio do Planalto. O presidente afirmou que o projeto foi aprovado sem ter passado pelo plenário da Câmara e que as agências têm um poder muito grande. “E essa prerrogativa do presidente da República indicar o presidente é muito importante. Nós teremos algum poder de influência”, ressaltou.

Bolsonaro promete vetar lista tríplice...

Mais cedo, o ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, havia feito elogios ao projeto aprovado pelo Congresso, afirmando que o texto tinha potencial para trazer mais segurança a investidores. “Acho essa lei geral extremamente positiva em função do regramento que ela trouxe, da necessidade de análise do impacto regulatório e em função dos critérios que ela escolheu para escolha de dirigentes. Tenho certeza que é um mensagem muito importante para o investidor estrangeiro”, afirmou o ministro durante evento empresarial no Rio de Janeiro, segundo a Reuters.

...aprovada pelo Congresso

A líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), já havia antecipado a possibilidade de veto por Bolsonaro, após reunião com o presidente e outros líderes. No fim de semana, Bolsonaro sugeriu que o Legislativo estaria tentando transformá-lo em “rainha da Inglaterra” ao aprovar esse projeto. Ontem, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que o Congresso não tem a intenção de reduzir as atribuições do presidente. “Ninguém está querendo suprimir o papel do presidente da República, nem as suas prerrogativas”, disse Maia.

Moro nos Estados Unidos

Enquanto o Supremo Tribunal Federal (STF) ensaiava, ontem, adiar o julgamento da parcialidade do ex-juiz e hoje ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, na condenação do ex-presidente Lula, Moro adiou participação em audiência na Câmara dos Deputados, prevista para amanhã (26). Ele foi convocado para prestar esclarecimentos sobre supostas trocas de mensagens com procuradores da operação da Lava Jato, mas não vai comparecer em decorrência de viagem oficial aos EUA, informou o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Reunião com inteligência e segurança

Bombardeado pela repercussão de supostas conversas que Moro teve com procuradores quando era juiz da Lava Jato no Paraná, reveladas pelo site The Intercept Brasil, o ministro viajou para os Estados Unidos no sábado e cumprirá agenda no país até quarta-feira. Ainda conforme informações oficiais, o ministro fará uma série de visitas a órgãos de segurança e inteligência dos EUA, com o intuito de reunir experiências e boas práticas para fortalecer as operações integradas no Brasil. Ele já foi ao Senado para prestar esclarecimentos sobre a troca de mensagens.

Aves do Paraná para a China

A necessidade crescente de importação de proteína animal pela China, em decorrência dos problemas de peste suína que afetaram o país, mas também pela sua grande população, tem tornado os asiáticos um parceiro comercial cada vez mais importante para a indústria avícola paranaense. Só em maio, 28,7 mil toneladas de carne de frango foram embarcadas para a China pelo estado, segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Esse total é cerca de 110% superior ao volume exportado no mesmo mês de 2018 (13,5 mil toneladas). Em comparação a abril de 2019, o aumento foi de 40% (20,4 mil toneladas). Para o presidente do Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná (Sindiavipar), Domingos Martins, a tendência é que novas plantas sejam habilitadas para exportar ao país asiático.

Meta ousada

De olho no mercado de aparelhos e sistemas de climatização que movimenta em torno de R$ 4,5 bilhões ao ano no Brasil, o diretor da Ecoquest Brasil, Henrique Cury, e o CEO da americana Aerus Holding, Joe Urso, assinaram renovação do contrato de comercialização da linha de soluções para purificação e descontaminação do ar de ambientes internos. O acordo garante à empresa brasileira exclusividade na distribuição pelos próximos dez anos. A meta é conquistar, em três anos, 90% do mercado brasileiro que envolve descontaminação fotocatalítica de sistemas de ar condicionado. A Aerus atua em 70 países e fornece tecnologia desenvolvida pela Nasa, a agência espacial americana, adaptada para uso comercial.

Pagamentos por aproximação

As grandes operadoras globais de cartões elegeram o pagamento por aproximação como carro-chefe para expandir seus negócios. O avanço da modalidade abriu caminho para o crescimento de empresas especializadas na tecnologia contactless. É o caso da startup catarinense ATAR. A empresa, que lançou a primeira pulseira de pagamentos por aproximação da América Latina, recentemente se tornou parceiro tecnológico da Mastercard na criação de cartões pré-pagos promocionais contactless para eventos esportivos. A ATAR apresentou sua pulseira de pagamentos ao mercado em 2016, quando não havia outro acessório semelhante no país, nem era comum realizar uma compra usando o celular. “A ATAR band foi protagonista da maior pré-venda de um produto brasileiro de tecnologia na época, com mais de 1.000 unidades encomendadas", conta Orlando Purim Junior, diretor executivo da ATAR. “A ideia era tão inovadora que as pessoas queriam ter acesso antecipado à pulseira, apoiando o projeto ao comprá-las mesmo sem pronta entrega”.

Rock para crianças

Nos shows, o envolvimento da garotada com o ritmo que não sai de moda. (Foto: Du Firmo)

Para introduzir a garotada ao universo do bom e velho rock’n’roll, com os clássicos do ritmo que não sai de moda, o Festival Rock for Kids reúne covers das bandas Guns N'Roses, U2, Pitty e Princesas do Rock, de 6 a 28 de julho, no Teatro Alfa, na capital paulista. Os shows são idealizados pela FSM Produções, detentora da marca Rock for Kids e vai agitar as tardes dos finais de semana de julho. O festival começará com Gun N’Roses, show inspirado na turnê “Use Your Illusion”. Os maiores sucessos do U2 serão tocados nas tardes de 13 e 14 de julho, entre eles “I Still Haven't Found What I'm Looking For”. O rock de sotaque baiano tem vez no show da cover da cantora, compositora e instrumentista Pitty, dias 20 e 21 de julho. O festival termina com as apresentações das Princesas do Rock, 27 e 28 de julho. Homenagem às divas do gênero, o show convida os pequenos para uma viagem ao mundo da fantasia, embalado por uma trilha sonora rock‘n’roll.

 

 

Liliana Lavoratti é editora de Fechamento - liliana@dci.com.br