Publicado em

A compra da Whole Foods pela Amazon há cerca de um ano desencadeou uma onda de investimentos no e-commerce alimentício que desembarcou por aqui, mas o lucro levará tempo para se materializar, segundo Julie Chariell, analista sênior de consumo da Bloomberg Intelligence para a América Latina. “O Brasil segue outros países que adotaram a prática, particularmente na Europa e na Ásia. Isso reflete que o principal grupo demográfico e condutor de e-commerce de alimentos – compradores urbanos de renda média a alta que buscam conveniência – já confiam satisfatoriamente no serviço intermediário para fazer compras na loja”, diz.

Comércio eletrônico de alimentos...

A analista da Bloomberg Intelligence ressalta que a adoção de e-commerce para produtos alimentícios é baixa no Brasil, e os varejistas estão sabiamente investindo com mais cautela do que seus equivalentes nos EUA, que competiram com afinco quando a Amazon comprou a Whole Foods em 2017. “As vendas online de alimentos representam 3% do total dos EUA e metade disso no Brasil. A modalidade click-and-collect – comprar o produto online e retirá-lo em uma loja física – está ganhando apelo, mas a tecnologia pode ser o melhor impulsionador de vendas agora”, explica.

...ainda é baixo por aqui

A adoção lenta do comércio eletrônico de alimentos no Brasil impediu que os varejistas tradicionais de alimentos investissem de forma muito agressiva no online, com o grupo Carrefour não investindo de forma séria até o final de 2017, e o Grupo Pão de Açúcar permanecendo fora do radar, de acordo com Julie Chariell. “A varejista não-alimentícia Magazine Luiza entrou no comércio eletrônico de alimentos no ano passado para alavancar a força de sua rede de distribuição”, ressalta a analista sênior de consumo da Bloomberg Intelligence.

Estratégias diferentes

Os dois maiores varejistas de alimentos do Brasil – Pão de Açúcar e Carrefour – estão se aproximando do comércio eletrônico de alimentos de forma diferente, afirma a analista da Bloomberg. “Se o engajamento que impulsiona o tráfego, a fidelidade e as vendas nas mesmas lojas têm mais efeito do que as vendas online no momento, o Pão de Açúcar está ganhando. O Carrefour se tornou mais agressivo ao ampliar seu alcance de comércio eletrônico este ano e pode assumir a liderança. E deve estender o click-and-collect para 103 hipermercados até o final do ano”, diz.

NOVABRASIL ‘tirou o sangue das músicas’

A Rede NOVABRASIL FM foi escolhida para receber o Prêmio Especial do Júri da APCA pela campanha “Música do Bem”. Na campanha, desenvolvida em parceria com a agência Wunderman, a rádio tirou a palavra “sangue” de várias músicas de sua programação, como forma de incentivar a doação de sangue. O Prêmio APCA é realizado pela Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA). Os críticos escolheram os melhores do ano nas artes e nas comunicações em 11 categorias. A solenidade de entrega do Prêmio ocorreu ontem (4) à noite, na capital paulista.

1ª triatleta biamputada brasileira...

                                   

Adriele Silva completou os 21 km do percurso da Muralha da China em 6 horas e 5 minutos e ficou em 62º lugar na categoria de mulheres entre 30 e 34 anos

 

“Durante minha reabilitação, após amputar meus pés em função de uma infecção generalizada, encontrei no esporte novas oportunidades de vida e carreira. O desafio da Muralha da China foi indescritível e marcou uma série de primeiras vezes. Quanto mais eu movimento meu corpo, mais eu sinto que estou preparada para desafios futuros, como as paraolimpíadas de Tóquio em 2020.” A afirmação é de Adriele Silva, primeira triatleta biamputada brasileira a participar da meia maratona da Muralha da China, em 19 de maio. A maratona, que existe desde 1999, é considerada uma das mais desafiadoras do mundo, com mais de 5.164 degraus em seu percurso e um limite de oito horas para o término da prova.

...participa da maratona da Muralha da China

Com o patrocínio da rede de farmácias Extrafarma, ela completou os 21 km do percurso em 6 horas e 5 minutos e ficou em 62º lugar na categoria de mulheres entre 30 e 34 anos. “Sem dúvida, o apoio da Extrafarma foi fundamental para a conclusão dos 21 km da Muralha da China e representou muito para mim e para o esporte no Brasil”, ressaltou a atleta. “Ficamos felizes em poder apoiar a Adriele a realizar este grande feito, um excelente exemplo de superação e plenitude”, diz Rodrigo Pizzinatto, superintendente da rede. A participação de Adriele Silva na maratona foi organizada pela agência New Plans.

Combustível com menos tributos

Hoje, a partir das 8 horas, acontece a 10ª edição do “Dia da Liberdade de Impostos”. Na cidade de São Paulo, será oferecido combustível com o desconto do valor de toda a carga tributária, de 55%. A gasolina, que vinha sendo vendida por R$ 4,19, encarecida por impostos como CIDE, PIS/COFINS e ICMS, deveria ser vendida com o desconto do Dia da Liberdade de Impostos por R$ 1,89, contudo, diante das oscilações recentes no mercado, o valor efetivo da venda será calculado no dia. A razão da iniciativa é simples: o apetite da máquina estatal aumentou, e agora o brasileiro é obrigado a trabalhar 156 dias por ano somente para sustentar o Estado brasileiro, ressalta Ricardo Salles, presidente do Movimento Endireita Brasil.

Criptomoedas em debate

No próximo dia 8, o Instituto dos Advogados de São Paulo (IASP) promoverá uma série de debates sobre moedas digitais. O evento contará com diversos especialistas no assunto e será dividido em três painéis. A abertura será feita pelo criminalista Miguel Pereira Neto, presidente da Comissão de Estudos sobre Corrupção, Crimes Econômicos, Financeiros e Tributários do IASP. Entre os demais palestrantes, Luiz Roberto Ungaretti de Godoy, diretor do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional do Ministério da Justiça e Segurança Pública – DRCI/MJ e delegado de Polícia Federal ; Renato de Mello Jorge Silveira, vice-diretor da Faculdade de Direito da USP, conselheiro do IASP; José Marcos Lunardelli, professor titular de Direito Penal da Faculdade de Direito da USP.

Diversidade no ambiente corporativo

Para destacar o quanto um ambiente profissional misto é mais saudável e mais propenso ao desenvolvimento pessoal e do grupo, a Câmara Espanhola realiza hoje em São Paulo evento sobre diversidade e inclusão no ambiente corporativo. Entre os palestrantes estarão presentes a sócia-diretora da KPMG, Danielle Torres; a gestora executiva do Movimento Mulher 360, Margareth Goldenberg; o sócio-diretor da Mais Diversidade, Ricardo Sales; a coordenadora de práticas empresariais e políticas públicas no Instituto Ethos, Sheila de Carvalho; a businesspartner da Intelecto RH, Denise Mello; a Vice-Presidente da AME (Amigos Múltiplos pela Esclerose), Bruna Rocha Silveira.

Liliana Lavoratti é editora de fechamento

liliana@dci.com.br