Publicado em

Que motorista, que não entende de mecânica e já caiu no conto da "rebimboca da parafuseta", já não teve problemas com oficinas, na reparação de automóveis? Um aplicativo gratuito para smartphones, lançado em agosto em Brasília e disponível no mercado paulista a partir de outubro e em várias cidades do País, promete ajudar motoristas na procura por oficinas e autopeças. Ele oferece opções de peças, alertas de revisões e até um mecânico virtual que tira dúvidas sobre problemas com carro. Com várias atualizações em curso, a startup Otimicar, criada em 2013, quer ir muito além da ligação com os serviços de manutenção de carros.

Startup criada em Brasília...

“Conectamos também serviços de lava-jato, postos de combustíveis e até estacionamentos. Futuramente, vamos criar aplicativos para atender a caminhões e motos, ou seja, fazer tudo o que é possível para facilitar a vida das pessoas nesse novo mundo 4.0”, afirma à Plano de Voo Diogo Campagnolo, sócio e CEO da empresa, uma sociedade anônima de sete acionistas “brasileiros e brasilienses”, como diz o empreendedor. “O app será uma central completa de cuidados de veículos, tudo o que carro precisa ou o proprietário em relação ao carro”, completa.

...conecta cadeia automotiva ao usuário

A plataforma idealizada na capital federal e que quer modificar mercado de autopeças e mecânicas no País, e engloba toda a cadeia automotiva – do fabricante de peças, passando por distribuidores e prestadores de serviços – tem um dos focos no padrão de atendimento das oficinas mecânicas. “Nossa rede é de oficinas 4.0 certificadas, com digitalização das informações de usuários, facilitando check list dos veículos, com recomendação do que deve ser feito, em que tempo, e criando transparência em um setor cujos preços variam de acordo com a pressa do cliente.”

Previsibilidade gera economia

A previsibilidade de serviços demandados pelos automóveis conectados ao Otimicar permite programar fornecedores e, com isso, melhorar preços da assistência e peças vendidas no marketplace da plataforma, diz Campagnolo. “Quando conectamos o usuário do app às melhores opções, o consumidor final economiza.” Com benefícios diversos – como cashback de parte dos gastos para despesas futuras – a receita principal resulta da venda de vários tipos de pacotes – o premium custa R$ 719,88 ao ano. É cobrada mensalidade das oficinas, que passam do offline para o online.

Meta é 1 milhão de carros

Em Brasília, o app é comercializado desde julho, com base de 1.150 clientes. A empresa mira 15 mil veículos até o final deste ano na capital federal. Nos planos, expansão para São Paulo entre outubro e meados de dezembro, mesmo período que a plataforma será lançada em Goiania e Ceará. “Até final de 2019 queremos estar em 40 regiões. Nossa meta é chegar ao final de 2020 com 1 milhão de veículos e mil oficinas no país”, prevê Campagnolo. Em 2013, quando criada, a empresa focou no marketplace e oficinais parceiras. Em 2017, foi lançada a conectividade e o novo app.

Loja de produtos para LGBTI+...