Publicado em

Os brasileiros confiam mais na Igreja (34,3%) e no Corpo de Bombeiros (19,7%) que na Justiça (9,8%), Polícia (4,1%), governo (2,4%), Congresso Nacional (1%) e partidos políticos (0,2%). O termômetro foi divulgado ontem em pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes (CNT-MDA), a primeira realizada após a posse do presidente Jair Bolsonaro (PSL). As Forças Armadas, que ano passado encabeçavam a lista da confiança da população, ficou em terceiro lugar no ranking, com 16% da preferência dos entrevistados. Já a Imprensa, sexta colocada, com 3,7%, ficou à frente do governo, Congresso Nacional e partidos.

Saúde e educação, maiores desafios

A pesquisa CNT/MDA indica discrepância entre as prioridades do governo Bolsonaro e o que os brasileiros consideram desafios do Brasil para a administração federal atual. Segurança (34,4%), combate à corrupção (29,2%) e “economia” (14,3%), as três prioridades do mandato dos inquilinos do Palácio do Planalto, ficaram em segundo, quarto e sexto lugares, respectivamente. No topo dos desafios ficou a saúde (42,3%), a educação vem em terceiro (31,6%) e o emprego em quinto, com 23,7%. O combate à pobreza, longe do programa do governo, é o sétimo desafio (13,3%).

Meio ambiente não é preocupação

Se é melhor confiar em Deus e no Corpo de Bombeiros, no lugar da Justiça, da Polícia, do governo e dos políticos, e a maior preocupação está no atendimento a necessidades básicas como o atendimento à saúde, segurança, educação e emprego, não por acaso, questões relevantes para o País, hoje e no futuro, como meio ambiente (1,5%), saneamento (1,5%), energia (0,9%) e transporte (0,8%) ficaram no final da lista do que a população atribui como prioridades para o governo Bolsonaro. É um triste retrado do Brasil atual.

82% usam celular para redes sociais

A relação dos brasileiros com tecnologia, outro recorte da pesquisa, também trouxe uma radiografia do uso de celular/smartphone. Acessar as redes sociais é a finalidade principal, com 82% das resposta, contra 27% que buscam notícias. Em segundo lugar na utilidade dada pelos brasileiros aos aparelhos de celular é a ligação por Whats App (55,5%), acima dos 48,9% que fazem telefonemas por linha comum. Tirar fotografia (18%), acessar emails (17%) e jogos e outros meios de entretenimento (11,8%), são os usos menos importantes.

Baixa atratividade em energia limpa

Bahia, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Acre e Amapá são os lanterninhas no Índice Nacional de Atratividade do Mercado Livre para Fontes Limpas de Energia, da FDR Energia, empresa de comercialização de eletricidade do Grupo FDR. Esses estados ficaram abaixo da média geral, de 0,556. Bahia e Rio Grande do Sul alcançaram 0,510, classificação de boa viabilidade de migração do mercado cativo para o ambiente de contratação livre. Rio Grande do Norte (0,496) e Acre (0,487) alcançaram viabilidade moderada e o Amapá (0,387), foi o único com baixa viabilidade.

Proteção de Dados na área médica...

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) também vai demandar cuidados da área médica, ressalta Rosana Muknicka, advogada do L.O. Baptista Advogados. Considerando as recentes decisões aplicadas em decorrência de normas de proteção de dados pessoais no exterior, há questões que se referem desde a filmagem de pacientes sem o seu consentimento até casos de extravios ou perdas de notebooks e pendrives contendo dados pessoais causados pelos próprios empregados ou o acesso não autorizados de terceiros aos prontuários médicos, explica. “Portanto, tanto a pessoa física quanto jurídica deverá estar em compliance com as normas de proteção de dados, garantindo maior segurança aos seus sistemas, requerer o consentimento expresso dos pacientes em muitos casos e adotar boas práticas que visem preservar os dados pessoais e evitar incidentes ou mesmo vazamentos de dados”, comenta a especialista.

...exigirá transparência de empresas

E quanto aos pontos sensíveis para os pacientes, Muknicka destaca que a LGPD não deve ser analisada de forma isolada. “Afinal, a regra aplicável é a do fornecimento do consentimento expresso para que haja o tratamento dos dados sensíveis podendo, no entanto, haver exceções, como no caso de cumprimento de obrigação legal ou regulatória, por exemplo. Contudo, mesmo em se tratando de exceção, a pessoa física ou jurídica que estiver realizando o tratamento dos seus dados pessoais deverá atender os 11 princípios do artigo 6º da LGPD, dentre os quais, sempre se destacam a boa fé objetiva e o princípio da finalidade", enfatiza.

Líder em construções verdes

O Brasil consolida-se como o quarto país no ranking mundial de construções sustentáveis com a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental). O anuncio acaba de ser feito pelo US Green Building Council (USGBC), organização internacional que concede a certificação em todo o mundo. Composta por 167 países, o Brasil ficou atrás de China, Canadá e Índia, com 530 projetos certificados, totalizando quase 17 milhões de metros quadrados brutos de espaço certificado. De acordo com Felipe Faria, CEO do Green Building Council Brasil e presidente do Comitê Regional das Américas pelo WGBC, a manutenção da quarta colocação no ranking global, mesmo em um dos momentos mais conturbados da economia brasileira, é uma vitória do movimento. “Essa posição consolida o fato dessas edificações serem a melhor opção de negócio do mercado imobiliário. Somente as melhores opções crescem na crise”, afirma o executivo.

Joint venture luso-brasileira

edtech brasileira DOT digital group formalizou ontem, em Lisboa, a criação de uma joint venture com a portuguesa Vantagem+. Ambas têm mais de 20 anos de experiência.  A Vantagem+ em treinamento corporativo presencial com atuação em países de língua portuguesa. São mais de dois mil cursos, mas nada digital. O DOT em edtech, com grandes clientes de educação corporativa como Honda, Natura e Santander. A joint venture marca o início da internacionalização do DOT, que já tem negociações adiantadas no mercado asiático. A edtech brasileira quer crescer 44% em 2019, alcançando faturamento de R$ 60 milhões. Um dos diferenciais da empresa é oferecer soluções de ponta a ponta, incluindo desde o diagnóstico do problema até o desenvolvimento da solução e a captação e retenção dos alunos, atuando nos mercados de edtech e também de martech. Com sede na capital catarinense e escritórios em Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, o DOT tem mais de 300 colaboradores. 

Agenda (I)

O novo embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, faz a primeira visita oficial a São Paulo, hoje, para discutir com CEOs de empresas brasileiras e chinesas e autoridades brasileiras investimentos no estado e no Brasil. As privatizações de São Paulo deverão ser um dos assuntos das conversas ao longo do evento, realizado pelo LIDE China. Em pronunciamento recente, Wanming disse que a China está disposta a motivar suas empresas a participar dos programas brasileiros de desestatização.

Agenda (II)

branded content tem sido uma importante ferramenta de marketing para gerar relevância para as marcas junto à audiência, transmitindo valores que engajam e conectam o público de forma menos intrusiva. São disponibilizados conteúdos que informam, educam e entretém com adequação de target. Portanto, para contribuir para o maior entendimento e reflexão sobre este universo, o Senac realizará este evento que reunirá profissionais do mercado para falar sobre suas experiências. Essa é a proposta do 4º Desvendando o Branded Content, a ser promovido no dia 14 de março, das 8 às 12 horas, no Centro Universitário Senac – Santo Amaro. O evento, gratuito, terá a apresentação de projetos desenvolvidos para grandes marcas como Dove, Pepsico, Netflix e Johnson & Johnson.

Agenda (III)

Hoje, São Paulo sedia o The MBA Tour, evento com diversos programas de universidades internacionais renomadas ao Brasil. Com mais de dez escolas confirmadas, os interessados em realizar um MBA fora do país podem conhecer e entender os processos necessários para ingressar nas universidades, conhecer suas equipes e assistir palestras. Historicamente, o Brasil é um dos maiores mercados de MBA do mundo e os estudantes brasileiros que participam dos programas são avaliados como os mais qualificados da América Latina.

Agenda (IV)

Acontecerá em 19 de março a segunda edição do HR Conference, promovido pela HSM. Entre os palestrantes estão Patrick Lencioni, CEO e fundador da The Table Group; Tracy Maylett, CEO da DecisionWise e Kelly Palmer, integrante da equipe executiva da Degreed, plataforma de aprendizagem contínua. O encontro reunirá as principais lideranças de RH em São Paulo com especialistas e referências mundiais da área.

 

Liliana Lavoratti é editora de Fechamento - liliana@dci.com.br