Publicado em

De todas as gordurinhas, a que as mulheres mais odeiam é a dos braços – aquela que fica muito evidente na hora de dar um tchau. Esse foi apenas um dos muitos aprendizados do preparador físico e empresário Paulo Gelatti, nos 15 anos à frente de uma academia na capital paulista, que há cinco anos virou a marca Good Vibe, em expansão desde abril último. O “pulo do gato” do empreendimento que Gelatti chama de academia do futuro é um método criado por ele e que faz o corpo do cliente trabalhar a favor dele, utilizando a gordura localizada como fonte de energia e contribuindo para um melhor desempenho do corpo, conquistando resultados deitado.

Musculação do futuro

“Parece milagre, mas é a musculação do futuro”, ressalta o empresário. Ele também é autor do método "Buttdesing", que, por meio de imagens no tablet, o cliente escolhe o formato que gostaria de deixar seu glúteo. “O sistema define e através de correntes de eletroestimulação, após algumas semanas, o glúteo começa a tomar a forma desejada”, explica. O mesmo pode ser feito com braços, abdômen, coxas, enfim, com o corpo todo, a preços médios de R$ 4 mil o pacote de sessões que combinam estimulação elétrica e ultrassom.

Corpo precisa ser estimulado

Para chegar ao método, foram necessários estudos de tecnologia e inovação estética nos EUA e Europa, que deram ao preparador físico a certeza de que o corpo humano pode dar mais resultados a ganhos estéticos quando estimulado, conta Gelatti. Depois de apresentar e consolidar a novidade num segmento repleto de concorrentes, cinco anos atrás o empresário desenvolveu a marca Good Vibe e, neste ano, começou apresentar os moldes de franquia ao mercado, que pode ser adquirida de R$ 250 mil a R$ 500 mil e deverá atender requisitos básicos de infraestrutura.

Alvo são mulheres executivas

“Um dos pilares foi definir nosso público alvo: mulheres de 45 a 50 anos, a maioria executivas, que têm pouco tempo para fazer exercício físico e detestam ir à academia”, diz o empresário, citando que esse perfil de clientes “sonha em emagrecer os braços”. A expansão começa por três unidades na grande São Paulo e uma em Itajaí (SC), de um total de 100 academias até o final de 2020. O plano inclui o Spá Good Vibe em Bombinhas (SC). Tudo isso graças também à venda de metade da empresa, recentemente, para um investidor que Gelatti informa apenas ser um grande banco.

Diversidade nas grandes empresas

A 5ª edição do Fórum Gestão da Diversidade e Inclusão vai abordar as práticas de sucesso adotadas pelas companhias engajadas com a inclusão e os resultados conquistados em inovação e produtividade. Será em 26 e 27 deste mês, na capital paulista, com promoção da CKZ Diversidade. Neste ano, o evento inova com apresentação de cases de sucesso de grandes companhias e mostra como elas têm direcionado suas ações, políticas e estratégias de inclusão com o objetivo de apoiar outras empresas na busca pelo caminho da igualdade.

Negócios da China (I)

Considerado o mais completo evento de varejo e consumo da América Latina, o LATAM Retail Show chega à sua 5ª edição com uma série de atrações e conteúdos inéditos, distribuídos em três dias. O evento acontece de 27 a 29 de agosto, no ExpoCenter Norte, em São Paulo. Para esta edição, que terá como tema principal “A transformação virtuosa do mercado e consumo: última chamada”, está confirmada a participação de Mark Greeven, professor de inovação e estratégia na IMD e autor do livro ‘Business Ecosystems in China: Alibaba and Competing Baidu, Tencent, Xiaomi and LeEco’, como Keynote Speaker do Congresso.

Negócios da China (II)

Desde 2004, ele entrevistou centenas de proprietários de empresas chinesas locais e assessorou companhias chinesas inovadoras e multinacionais empreendedoras. Greeven está na lista do Thinkers50 Radar 2017 de 30 gurus de negócios da próxima geração. Greeven falará sobre O “Ecossistema de negócios na China, varejo, tendências e insights” e trará exemplos de como o gigante asiático vem se tornando cada vez mais veloz naquilo que se propõe a colocar em prática. “Entender esta urgência e como estas mudanças reverberam no mercado brasileiro será, certamente, pauta importantíssima das discussões”, alerta Marcos Gouvêa de Souza, diretor-geral do Grupo GS& Gouvêa de Souza.

Até vacina no e-commerce

Aos poucos, os segmentos do varejo migram do físico para o digital, ou adotam o multicanal. É o caso da Prophylaxis, maior rede de clínicas de vacinação do Brasil, que acaba de trazer mais uma novidade para o mercado e lança uma loja virtual de vacinas. A Vacinas.net (www.vacinas.net) é uma iniciativa desenvolvida para comercialização de vacinas e outros serviços agregados, por meio de uma plataforma de e-commerce. Um marketplace clássico fará a intermediação para venda entre os usuários e os parceiros que irão de fato comercializar as vacinas e prestar o serviço de imunização. O investimento nesta nova ferramenta foi na ordem de R$ 1 milhão. “Essa ideia é antiga, mas só há cerca de um ano, ao encontrar os parceiros certos, colocamos em prática o plano de levar praticidade e informação a preços diferenciados”, diz Marcos Tendler, CEO da Prophylaxis.

Tudo passa pelos sentidos

 “On Shame”, instalação de Anaísa Franco feita em colaboração com o músico e programador Scott Simon. O trabalho é composto por um dome transparente que captura o rosto do espectador através de uma câmera. (Foto: Divulgação)

"Nada está no intelecto sem antes ter passado pelos sentidos." A afirmação é do filósofo grego Aristóteles, autor da teoria de que o ser humano percebe o mundo através de cinco sentidos: visão, tato, olfato, paladar e audição. A obra de Anaísa Franco faz valer a tese. A artista combina arte e tecnologia para dar vida a esculturas e instalações sensoriais, nas quais o pensar é ativado pelos sentidos. Um conjunto destas criações será exibido em Psychosomatic Series, mostra individual que ela apresenta a partir de 18 de junho, na Galeria Lume, na capital paulista. O título da exposição faz referência a um termo da medicina que compreende efeitos de fatores sociais e psicológicos para qualificar processos orgânicos do corpo humano. E nada é ao acaso. Anaísa Franco passou os últimos anos em trânsito pela Europa, Ásia e Austrália. No decorrer desta jornada, tornou-se mestre em artes digitais e desenvolveu uma série de estudos acerca das conexões entre os sentidos humanos e suas criações tecnológicas interativas.

 

 

Liliana Lavoratti é editora de Fechamento - liliana@dci.com.br