Publicado em

Continuam os desdobramentos da queda de braço entre o Ministério Público Federal e o Supremo Tribunal Federal (STF). Por 10 votos a quatro, ontem, o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) abriu um procedimento administrativo disciplinar contra o procurador Deltan Dallagnol – coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba – por afirmar que três ministros do STF formam "uma panelinha" e passam para a sociedade uma mensagem de "leniência com a corrupção". Em entrevista à rádio CBN, em 15 de agosto de 2018, Deltan se referia aos ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski.

‘Os três mesmos de sempre’

"Os três mesmos de sempre do STF que tiram tudo de Curitiba e mandam tudo para a Justiça Eleitoral e que dão sempre os habeas corpus, que estão sempre formando uma panelinha, mandam mensagem muito forte de leniência a favor da corrupção. Não estou dizendo que estão mal intencionados, estou dizendo que objetivamente a mensagem que as decisões mandam é de leniência. E esses três de novo olham e querem mandar para a Justiça Eleitoral como se não tivesse indicativo de crime? Isso para mim é descabido", disse Dallagnol ao jornalista Milton Young.

De Curitiba para Brasília

Ainda de acordo com informações apuradas pelo Estadão Conteúdo, um dia antes da entrevista de Deltan Dallagnol à Rádio CBN, a Segunda Turma da Corte Suprema havia determinado, no dia 14 de agosto de 2018, a transferência de termos de colaboração premiada da empreiteira Odebrecht da Justiça Federal em Curitiba, no Paraná, para a Justiça Federal e Eleitoral do Distrito Federal. O conteúdo do material ao qual o procurador se referia era sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega.

‘Mensagem forte de leniência’

"Agora, o que é triste ver é o fato de que o Supremo, mesmo já conhecendo o sistema, e lembrar que a decisão foi 3 a 1, os três mesmo de sempre do STF que tiram tudo de Curitiba e que mandam tudo para a Justiça Eleitoral e que dão sempre os habeas corpus, que estão sempre formando uma panelinha, assim mandam uma mensagem muito forte de leniência a favor da corrupção", afirmou Dallagnol. Alvo de procedimento também no Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF), esse mesmo processo havia sido arquivado em 2 de abril deste ano.

Menos recursos para SP e Rio

Reduzir a concentração de recursos destinados aos estados do Rio de Janeiro e São Paulo é um dos objetivos das mudanças, na Lei Rouanet, que agora passa a se chamar Lei de Incentivo à Cultura. Há previsão de mecanismo de estímulo a projetos realizados integralmente nos demais estados. Além disso, deve haver a promoção de editais focados em cultura regional, a serem elaborados em parceria com empresas estatais que fizerem uso dos mecanismos de incentivo. O teto de valores financiados ficará em R$ 1 milhão, contra R$ 60 milhões atuais.

Brasil dividido

Os trending topics do Twitter, no final da tarde de ontem - #lulanacadeira e #lulalivreja – são um indicativo forte de que o Brasil continua dividido. Isso, depois de um ano que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está preso e sete meses após a eleição acirrada entre eleitores do PT e do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL). Ontem, a maioria dos ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) reduziu a pena de Lula no caso do tríplex, possibilitando que o ex-presidente cumpra pena no semiaberto a partir de setembro deste ano.

Crise sem precedentes (I)

Um estudo inédito revelará as diversas distorções existentes na saúde e perdas que totalizam mais de R$ 1 bilhão. As onerações e prejuízos causados por planos de saúde e hospitais à operação dos fornecedores de produtos médicos chegaram a 55%. Na pesquisa anterior, realizada, em 2017, este índice já era elevado, mas menor do que o registrado agora: 42%. O trabalho realizado pela Associação Brasileira de Importadores e Distribuidores de Produtos para Saúde será apresentado amanhã (25), para uma plateia de empresários, representantes de agências reguladoras, do governo federal, órgãos públicos, parlamentares, entre outros. 

Crise sem precedentes (II)

As retenções de faturamento representaram um contingenciamento de recursos da ordem de R$ 488,5 milhões. Outro ponto são glosas, previamente autorizadas, que atingiram 87% das empresas pesquisadas e totalizam R$ 127,2 milhões, um aumento de 26,2% no comparativo com 2017. Por fim, a inadimplência, que foi estimada em R$ 554,8 milhões. As três distorções (retenção de faturamento, glosas e inadimplência) são apontadas como os maiores problemas do setor. “Vivemos uma crise sem precedentes”, lamenta o presidente da ABRAIDI, Sérgio Rocha.

Tecnologia brasileira em Dubai

A brasileira CAS Tecnologia, empresa especializada no desenvolvimento de soluções de Smart Grids, marca presença em um projeto de Redes Inteligentes que provê a gestão e a análise de dados de medição remota de água dos consumidores de Dubai, nos Emirados Árabes, por meio de um equipamento eletrônico de comunicação chamado Gateway. Gerido pela DEWA (Dubai Eletricity and Water Authority), o projeto usa a tecnologia da CAS Tecnologia para monitorar milhares de pontos de medição de água instalados nas residências e escritórios da cidade para combater problemas como desperdício, vazamentos não identificados e fraudes no consumo. Além de Dubai, a empresa possui o mesmo equipamento homologado e em operação em países da União Europeia, além de África do Sul, Chile e Índia.

Entrada na nuvem

O Grupo New Space, um dos líderes na oferta de serviços e soluções de tecnologia para os mais diversos segmentos de negócio, entrada no mercado de Nuvem com o lançamento da New Space Cloud Services. A nova unidade de negócios ampliará o portfólio da empresa, que passa a ofertar serviços de migração, gerenciamento e otimização dos ambientes em Nuvem privada e pública. “Cloud é o novo padrão de consumo de tecnologia do mercado. Analisamos a nossa carteira de clientes e identificamos uma necessidade de ofertar essa solução, principalmente para aqueles que já utilizam nossos serviços de guarda de mídia. O segmento ainda tem muito espaço para desenvolvimento no Brasil”, afirma Emerson Lima, diretor de cloud services do Grupo New Space. O executivo afirma também que a nova área já nasce com parceria com os principais fornecedores do mercado, entre eles Amazon, Google, Microsoft, IBM e Oracle.

Iyengar Yoga

Bellur Krishnamachar Sundararaja Iyengar e sua neta Abhijata Iyengar. Ela dará aulas especiais em São Paulo. (Foto: Divulgação)

Abhijata Sridhar Iyengar, neta de Bellur Krishnamachar Sundararaja Iyengar, fundador do método Iyengar Yoga e um dos mais respeitados professores de yoga do mundo, e por ele escolhida para levar adiante o seu legado, estará no Brasil pela primeira vez entre 18 e 22 de maio, em São Paulo. A convite da Associação Brasileira de Iyengar Yoga (ABIY), ela participará da 3ª Convenção Brasileira de Iyengar Yoga, que contará com 300 praticantes de vários países da América Latina, seguida de Curso de Aprofundamento. A Iyengar Yoga é conhecida por sua pedagogia sistemática e progressiva, pela segurança e eficácia na expansão da consciência para todas as partes do corpo.

 

Liliana Lavoratti é editora de Fechamento - liliana@dci.com.br