Publicado em

Governadores de nove estados que compõem o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal têm uma proposta alternativa para continuar recebendo os recursos da Alemanha e Noruega, sem a intermediação do governo federal, que mudou critérios da gestão dos repasses e levou os dois países doadores a suspender a ajuda. Em nota, o governador do Amapá, Waldez Góes (PDT), que também é presidente do consórcio, comunicou que os estados decidiram negociar diretamente com os países europeus que financiam o Fundo Amazônia e deixaram de doar, juntos, R$ 288 milhões na semana passada.

Governadores vão negociar direto...

Os governadores da região lamentam ainda que as posições do governo do presidente Jair Bolsonaro tenham levado à suspensão dos recursos e que já informaram ao governo federal a intenção de conversar diretamente com os países doadores. “Os governantes do bloco amazônico desejam participar diretamente das decisões para reformulação das regras do Fundo Amazônia, que estão sendo feitas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, o BNDES”, enfatizou a nota divulgada pelos governadores no último final de semana.

...com a Alemanha e a Noruega

 Os governos estaduais da região amazônica também querem que o Banco da Amazônia passe a ser o gestor financeiro do Fundo, em razão da proximidade da instituição financeira com os Estados, já que o Banco da Amazônia possui sede em todas as unidades do bloco”, diz a nota. No início deste mês, a Alemanha anunciou a suspensão do financiamento de R$ 155 milhões para projetos de preservação da Amazônia – não apenas do Fundo Amazônia, onde o país tinha uma participação menor – alegando uma “grande preocupação com o aumento do desmatamento".

Falsa autossuficiência

Na semana passada, a Noruega, maior financiador do Fundo Amazônia, anunciou a suspensão do repasse do equivalente a R$ 133 milhões ao fundo por discordar das mudanças feitas pelo governo Bolsonaro nos comitês de gestão do fundo. Em ambos os casos, o presidente da República reagiu mal aos anúncios. Para a Alemanha, disse que a chanceler do país, Angela Merkel, deveria usar o recurso para reflorestar seu país. Aos noruegueses, disse que um país que mata baleias e explora petróleo no mar do Norte não poderia dar lições aos brasileiros.

Justiça extingue processo contra Doria

O juiz Marcello do Amaral Perino, da 42ª Vara Cível de São Paulo, indeferiu e extinguiu processo movido pelo Diretório Municipal do PT em São Paulo, contra o então prefeito da capital, João Doria (PSDB). Em 10 de janeiro de 2018, ao ser entrevistado pela jornalista Maria Lydia na TV Gazeta, o tucano referiu-se ao PT como “assaltante do cofre público”. Hoje governador de São Paulo, Doria foi defendido no caso pelo escritório Nelson Wilians Advogados. Na petição, o PT alegou falta de provas concretas, mas o juiz considerou que Doria exerceu o direito de liberdade de expressão.

Produção de alimentação animal (I)

A produção de alimentação animal na América Latina deve crescer 2,5% neste ano em relação a 2018, Segundo a FeedLatina (Associação Latino-americana de Nutrição Animal). A entidade vê existe oportunidade no setor graças à participação regional de produtos como carnes de bovinos, frangos e suínos. “O mercado latino-americano tem registrado uma maior participação na produção mundial em consequência dos problemas sanitários na Ásia e como resultado do consumo interno mais estável ou com crescimento em alguns países do bloco. O consumidor também está em busca por carnes e produtos derivados da pecuária de melhor qualidade e cada vez mais acessíveis”, diz Pablo Azpiroz, presidente para FeedLatina.

Produção de alimentação animal (II)

Segundo informações da FeedLatina, com dados que contemplam 19 países distribuídos na América do Sul, América Central, Caribe e México, a produção total de alimentos para animais em 2018 na região registrou aproximadamente 163.3 bilhões de toneladas, um incremento de 2.32% em relação a 2017. Esta cifra representou 15% da produção global de alimentos para animais naquele ano. “Conseguimos bons resultados no ano anterior, por isso, nossa expectativa para este ano é de crescimento constante”, comenta Azpiroz.

Biometria contra tráfico de crianças

A Natosafe está trazendo para o mercado brasileiro a solução biométrica única de identificação para crianças, de zero a cinco anos de idade, visando combater o desaparecimento, trocas e o tráfico de menores, cujos números são alarmantes. “Essa tecnologia foi desenvolvida para acompanhar o indivíduo ao longo de toda a sua vida, desde o nascimento”, afirma Ismael Akiyama Cruz, fundador da Natosafe, destacando ainda que até 2023 a empresa pretende ser uma plataforma de referência global em soluções para identificação biométrica de crianças. A novidade será apresentada pela primeira vez no País no Biometrics HITech Summit 2019, único evento do Brasil especializado em biometrias, tecnologias e técnicas de identificação humana, mercado o qual será de US $52 bilhões no mundo, com avanço de 23% até 2023. Dias 20 e 21 de agosto, em São Paulo.

Evento I

Com o objetivo de colaborar com empresários de pequenas e médias empresas, profissionais do departamento pessoal, contadores e empresas de contabilidade sobre mudanças importantes da plataforma eSocial, bem como orientá-los, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) realiza nesta quinta-feira (22), o 1º Bootcamp eSocial. Zenaide Carvalho, principal especialista em eSocial no País, vai falar sobre todas as fases e ressaltar os pontos que causam mais dúvidas aos empreendedores. O encontro contará ainda com a assessora jurídica da FecomercioSP Sarina Manata, que compartilhará o que os profissionais podem esperar das próximas etapas.

Evento II

Legenda: Preethaji, considerada uma sábia contemporânea, ensina um novo jeito de ser e perceber a vida. Foto: Divulgação.

O curso “Field of abundance” propõe ensinamentos impactantes e únicos em direção a uma transformadora jornada interior e será orientado por Preethaji, fundadora da O&O Academy, maior escola internacional de sabedoria, meditação e transformação pessoal localizada no sul da Índia – e chamada, atualmente por grandes líderes mundiais e alunos como “A  Harvard da Expansão da Consciência”.  A palestrante Preethaji é uma filósofa, filantropa e uma sábia contemporânea. Ela explica que o curso não é sobre novas ferramentas para a vida, e sim um novo jeito de ser e perceber a vida. Tudo a partir da sabedoria cultivada na Índia milenar ao longo dos últimos 7.000 anos e hoje comprovado pela ciência. De 26 a 29 de setembro, no Hotel Sofitel, Guarujá, litoral paulista.

 
Liliana Lavoratti é editora de Fechamento - liliana@dci.com.br