Publicado em

Na maratona de anúncios dos integrantes do primeiro e segundo escalões neste início do novo governo, em que boa parte das medidas acaba sendo negada no dia seguinte, ontem foi a vez do secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, ocupar seu espaço no mutirão voltado a mostrar trabalho. Ele afirmou que a desoneração da folha de pagamento é um dos primeiros itens na pauta do governo, e descartou o aumento de impostos. “A incidência de forma muito pesada de tributos sobre a folha de salários é uma preocupação que se coloca como um dos primeiros itens na nossa pauta”, ressaltou Cintra, segundo o Estadão Conteúdo.

Discurso do dia ...

Pauta permanente dos governos que começam e dos candidatos, a reforma tributária não sai dos discursos dos políticos, empresários e governantes, embora avance pouco no País, a não ser em remendos na Constituição. Defender um sistema de cobrança de impostos e contribuições sociais mais justo e menos pesados para famílias e empresas faz parte do roteiro de sobrevivência de quem precisa do voto do eleitorado. Mas, como tem sinalizado o novo governo, a reforma da vez é mesmo a da Previdência Social, que já vai mexer num grande vespeiro.

... desonerar a folha de salários

“Estamos trabalhando muito nisso, como desonerar a folha de salários, como diminuir os encargos trabalhistas e fazer com que a economia brasileira gere empregos”, afirmou Cintra ao chegar ao Tribunal de Contas da União (TCU) para reunião com o ministro Augusto Nardes. “A desoneração da folha de salários aconteceu muito em cima de demandas específicas, de negociações muito setoriais. O que nós estamos trabalhando é na desoneração da folha de maneira universal, sistêmica”, completou, explicando que estão sendo feitas simulações sobre os impactos na economia.

Empresários cariocas estão otimistas

A percepção dos empresários fluminenses é de que o pior cenário ficou para trás e de que 2019 será de recuperação no ambiente de negócios e de retomada da atividade econômica. A conclusão é da Bassin Consultoria, em sondagem com 157 empresários no final de dezembro. Somaram 85,3% as expectativas “melhor” e “muito melhor”, abaixo apenas de 2010 (88%), em relação ao ano seguinte. “A melhora é explica pela mudança no cenário político e a eleição de um presidente com viés econômico liberal com visão pró-mercado”, diz o economista-chefe Eduardo Bassin.

Pior ficou para trás

Ainda de acordo com Bassin, “a diferença positiva de 2019 em relação a 2011 é que, enquanto naquele ano o nível de expectativa em relação à piora no cenário econômico era de 6%, agora apresenta queda de 50%, ou seja, três pontos porcentuais , o que é altamente relevante”. Quando perguntados sobre os desafios para as próprias empresas neste ano, os empresários disseram que estruturar as companhias para as épocas de vendas fracas, elevar o nível das receitas, melhorar controles financeiros e reduzir custos estão entre os mais relevantes.

400 câmeras de segurança

O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP), órgão da Secretaria de Ordem Pública de Niterói (RJ), reforça a segurança da cidade com a parceria da Oi para a implantação e monitoramento de 400 câmeras de segurança entre fixas, móveis, de leitura de placas e mais 80 botões de alerta, equipamento que envia mensagens e imagens em tempo real ao servidor de gerenciamento. O projeto, que tem como foco garantir a integridade da população, conta com a prestação de serviços da Oi que disponibiliza também rede de dados para o uso do processo de configuração e manutenção do sistema de conectividade do monitoramento urbano do CISP, que integra a polícia militar, polícia civil, guarda municipal e polícia rodoviária federal em uma mesma plataforma. “Sem a solução integrada de TI e dados oferecida pela Oi teríamos o policial e o guarda municipal trabalhando em ruas cegas. Ela nos permite identificar as localidades dos delitos a partir das denúncias que nos chegam por meio da nossa Central de Atendimento 153”, revela Cel. Gilson Chagas, Secretário de Ordem Pública de Niterói.

Inteligência artificial na rotina...

Presente em várias atividades econômicas, a inteligência artificial também está presente na contabilidade, um serviço diário com tarefas de repetição e que demandam tempo. O presidente da King Contabilidade, Márcio Shimomoto, lembra do tempo em que o contador era limitado, executando cálculos manualmente e perdendo horas e horas com os números. "As empresas necessitam de outro tipo de suporte, o contador deve diagnosticar os riscos adotando um papel estratégico na gestão das empresas. O ano de 2018 foi decisivo na implementação da IA em nossa empresa.Com a chegada da Beny.Bot conquistamos mais tempo para proporcionar aos nossos clientes um atendimento diferenciado e dar o suporte que eles precisam", comenta o presidente da King Contabilidade.

...da contabilidade

A Beny.Bot é uma robô de inteligência artificial que fica disponível 24 horas no site da King, em consultoria online, e em outros meios de comunicação, como o Whatsapp e o Telegram Corporativos da King. Ela traz respostas simplificadas e instantâneas às dúvidas de quem a aciona, a fim de facilitar o dia a dia dos profissionais da King. A robô é como uma assistente virtual, prestando informações sobre os vencimentos das obrigações contábeis, CFOP de saída, Mei, Consulta CEST, eSocial. Suzane Higa, assistente de Qualidade da King, ressalta a necessidade de conscientizar os clientes da importância de se adotar o uso de soluções tecnológicas, como a Beny, para agilizar e otimizar o fluxo de informações entre a King e seus clientes.

 

*Liliana Lavoratti é editora de fechamento

liliana@dci.com.br