Publicado em

A Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado deve realizar nesta semana uma audiência pública para debater o novo marco regulatório das telecomunicações. As discussões sobre o projeto avançaram nos últimos dias, com a avaliação de que a proposta poderá beneficiar a Oi. A AT&T manifestou interesse em negócios da companhia. O investimento, no entanto, depende da aprovação do texto. A audiência pública deve ser amanhã (3), com representante do Ministério da Ciência e Tecnologia e convidados. Os debatedores foram citados pelo presidente da comissão no Senado, Vanderlan Cardoso (PP), e pela relatora, Daniella Ribeiro (PP).

Avanço da proposta

O projeto está pendente de um parecer da senadora desde fevereiro. Se houver alterações, a proposta teria de passar pela Câmara novamente. Inicialmente, a audiência seria realizada na quinta-feira passada (29), mas, de acordo com assessores da comissão, foi adiada devido a dificuldades na agenda do Ministério de Ciência e Tecnologia. Conforme notícias publicadas na semana passada, a agendamento do debate foi interpretado por membros do colegiado como um avanço da proposta no Senado e um sinal de que o projeto poderá ser votado nos próximos 30 dias.

Tyson Foods compra parte do Grupo Vibra

A norte-americana Tyson Foods anunciou na última sexta-feira (30) a compra de 40% na divisão de alimentos do Grupo Vibra – empresa brasileira que produz e exporta produtos avícolas. Os detalhes do contrato não foram divulgados e a transação está sujeita ainda à aprovação de órgãos reguladores do Brasil. A companhia disse, em comunicado divulgado a investidores, que o negócio faz parte de sua estratégia de crescimento global. “Esse investimento nos permitirá acessar a oferta de aves no Brasil para atender às crescentes necessidades dos mercados”, informou.

Norte-americana expande atuação global

O Grupo Vibra fornece atualmente para mais de 50 países. O acordo prevê que a empresa brasileira separe a operação de multiplicação genética de matrizes de aves, a Agrogen, em uma empresa à parte. Desde o último ano, a Tyson vem expandindo sua atuação global. A empresa citou a perspectiva de que quase 98% do crescimento do consumo de proteínas ocorra fora dos EUA nos próximos cinco anos para justificar sua estratégia. “É por isso que estamos ampliando nossos negócios fora dos EUA”, disse o diretor da operação internacional da Tyson Foods, Donnie King.

BR Distribuidora e Lojas Americanas

A Lojas Americanas e a BR Distribuidora assinaram memorando de entendimentos para negociar a viabilidade de parceria estratégica no segmento de lojas de conveniência da BR, conforme comunicados divulgados pelas companhias. “A assinatura desse memorando representa mais uma etapa no processo de definição do novo modelo de negócio de conveniência e da possível parceria, que tem como objetivo promover a expansão da BR neste segmento e maximizar a geração de valor para a companhia, bem como para seus revendedores”. /Agências

PLANO DE VOO