Publicado em

Quem lê as notícias sobre o avanço de doenças ligadas ao Aedes aegypti - como dengue, zika e chikungunya -  não imagina todas as outras pragas que se alastram rapidamente pelas cidades brasileiras, abrindo espaço para uma imensa gama de serviços de controle de doenças. A demanda cresce ano a ano e as cidades hoje sofrem muito com avanço não apenas dos mosquitos mas também de ratos, baratas, cupim e até escorpiões. Para se ter uma ideia deste mercado, vale destacar os dados da Associação Brasileira de Controle de Vetores e Pragas (ABCVP), que indica que os serviços de dedetização já movimentam mais de R$ 1 bilhão ao ano.





Aporte de R$ 2,5 milhões

E é nesse cenário que empresas prosperam. Tradicional representante do setor de controles de pragas, com 65 anos de história, a RotoRooter ganhou notoriedade nos anos 80, virando sinônimo de desentupidora. Mas hoje a empresa fatura com o avanço de invasores indesejados. Agora, o grupo recebeu um aporte de R$ 2,5 milhões de quatro  investidores, que assumiram a reestruturação da operação no Brasil e prometem revitalizar a tradicional marca criada na década de 50 por um norte-americano que desistiu de vender máquinas desentupidoras para ele mesmo prestar serviço.





Eficiência energética

O Brasil já tem o primeiro prédio com Etiqueta A em eficiência energética. O edifício, localizado em Niterói (RJ), conta com sistema de aquecimento de água a Gás LP e recebeu a etiqueta A do Programa Brasileiro de Etiquetagem de Edificações (PBE Edifica), coordenado pelo Inmetro e pela Eletrobras. O projeto de 50 unidades atende aos critérios da regulamentação vigente. São apartamentos com quatro quartos e quatro banheiros, que terão água aquecida a gás nas duchas e torneiras, viabilizada pela Supergasbras em conjunto com a Construtora Fernandes Maciel.





Skate em alta

Um em cada dez lares brasileiros tem pelo menos um praticante de skate. A modalidade atinge 11% dos domicílios permanentes, conforme pesquisa encomendada pela Confederação Brasileira de Skate ao Datafolha. O estudo constatou, também, que dobrou o número de praticantes em relação ao levantamento anterior, feito em 2009. Hoje, são 8,5 milhões de skatistas no País, ante 3,8 milhões registrados em 2009. A maioria (48%) é da classe C. O mundial de skate Oi Bowl Jam, que acontece no Rio entre 29 e 31 de janeiro, é resultado concreto deste crescimento.



 

Acima da média

Enquanto a maioria dos setores da economia sofre com a crise no Brasil, o de segurança privada vai muito bem e registrou avanço de 10% só no ano passado, segundo a Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança (Abese). Pegando carona nesse sucesso, empresas como a Segware, especializada em softwares de monitoramento de alarmes, se expandem, totalizando alta de 28% no faturamento, atingindo a marca de R$ 8 milhões em 2015. Foram 105 novos clientes e o incremento na presença internacional, que hoje representa 5% da receita.





Liliana Lavoratti, editora-fechamento

liliana@dci.com.br