Publicado em

Definidas as presidências da Câmara e do Senado, a expectativa é que comece para valer o jogo no Congresso Nacional, no qual o governo Bolsonaro o seu maior teste e desafio inicial: conseguir votos suficientes nas duas Casas para aprovar as reformas estruturais, especialmente a famigerada reforma da Previdência. E sem o tradicional toma lá dá cá com os partidos. Em última instância, a condição de governabilidade do presidente e seu ministério. Ontem, primeiro dia útil após a eleição dos demistas deputado Rodrigo Maia (RJ) e senador Davi Alcolumbre (AP), no entanto, o partido do governo sinalizou que vai dispersar energias.

CPIs para paralisar PT

Deputados do PSL anunciaram que na nova legislatura serão os primeiros a apresentar propostas para abertura de comissões parlamentares de inquéritos (CPIs). A estratégia é evitar que a oposição, principalmente o PT, monopolize essa ferramenta contra o governo Bolsonaro. As CPIs seriam sobre temas que não são considerados negativos para o Planalto. "É uma estratégia para deixar o PT de fora e não deixar eles ficarem enchendo a nossa paciência e a paciência do governo nos próximos anos. Serão sete CPIs ao todo", afirmou a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP).

Investigar Mais Médicos, UNE ...

Dos oito deputados em fila para protocolar pedidos, na Secretaria-Geral da Mesa da Câmara, ontem de manhã, cinco eram do partido de Bolsonaro, segundo o Estadão Conteúdo. Entre os assuntos que o grupo vai tentar investigar estão o Mais Médicos, programa do governo Dilma Rousseff, a União Nacional do Estudantes (UNE), organização estudantil ligada a partidos como o PCdoB, e a Comissão Nacional da Verdade (CNV), que investigou violações cometidas por militares e agentes do Estado durante a ditadura militar.

... e até a Comissão da Verdade

A primeira a chegar na SGM foi a deputada Carla Zambeli (PSL-SP), que recolheu assinaturas justamente para a criação do colegiado que investigará a CNV. No texto, a deputada justifica que o "relatório da Comissão Nacional da Verdade não teve credibilidade, pois investigou apenas um dos lados do violento conflito onde ambos cometeram violações aos direitos humanos”, argumentou. Um dos objetivos dela é, inclusive, investigar os crimes que teriam sido cometidos pelos grupos de luta armada na época dos fatos.

Reabrir feridas do passado

O Brasil é considerado um dos países da América Latina que passou por ditadura militar com uma lei de anistia mais favoráveis aos militares. O relatório da Comissão Nacional da Verdade, sem grandes consequências em termos de punição, foi um caminho para, de certa forma, dar uma satisfação à sociedade do que aconteceu naquele período. A reabertura deste debate deve reacender algo que caminhava para o apaziguamento. Outros pedidos de abertura de CPI são para investigar a tragédia da Vale em Brumadinho (MG) e gastos de publicidade do governo entre 2000 e 2015.

E-biling supera 70%

Provedora de soluções digitais para o mercado B2B, a Oi encerra 2018 com resultado expressivo no indicador de e-billing, serviço de emissão de fatura digital da companhia. A funcionalidade atingiu a marca de 74% de páginas das contas emitidas apenas no ambiente digital em dezembro do ano passado para o mercado de grandes empresas, o que resulta em um aumento de mais de 70% no comparativo com dezembro de 2017. A Oi  vem investindo nas contas online com o objetivo de aprimorar a experiência dos clientes e garantir maior eficiência operacional, depois de obter resultados positivos da iniciativa com os clientes do Varejo. A companhia lançou em 2017 a opção de e-billing para as grandes corporações e, desde então, mais de 39 mil clientes aderiram ao serviço.

Rumo a mercados mais abertos

"O anúncio de hoje representa um marco importante no caminho da China em direção a mercados de capital mais abertos e transparentes e ressalta o compromisso de longo prazo da Bloomberg de conectar investidores à China", disse Peter Grauer, presidente da Bloomberg, ontem, ao confirmar que os títulos do governo e dos bancos de política estabelecidos em RMB chineses serão adicionados ao índice Bloomberg Barclays Global Aggregate Index a partir de abril de 2019 e implementados ao longo de um período de 20 meses. A inclusão é resultado da conclusão de vários aprimoramentos operacionais planejados e implementados pelo Banco Popular da China (PBoC), Ministério da Fazenda e Administração Tributária do Estado. . “Com esta inclusão ao Global Aggregate Index, o mercado chinês de bonds apresenta uma oportunidade crescente para investidores globais”, acrescentou.

Fala, Freud

Yonathan Yuri Faber criou o app no Vale do Silício e já conseguiu um milhão de seguidores (Foto: Divulgação)

O FalaFreud, aplicativo que conecta pacientes a terapeutas e oferece sessões à distância pela internet, de forma simples e rápida, já é utilizada por mais de um milhão de usuários. Brasileiros em mais de 150 países com um custo acessível: as sessões podem custar entre R$ 30 e R$ 100.  A ferramenta foi criada em 2016, no Vale do Silício, por Yonathan Yuri Faber, que teve a ideia após fazer algumas consultas com sua terapeuta via Whats App. A iniciativa virou um empreendimento de sucesso e obteve um crescimento de 500% em 2018. “O funcionamento é simples. O usuário se cadastra na plataforma, responde algumas perguntas e, em 5 minutos, recebe uma lista de terapeutas disponíveis para atendê-lo. A primeira consulta custa R$ 29,99. Nela, o profissional apresenta a ferramenta e conhece um pouco mais sobre o paciente. Após essa primeira sessão, já é possível agendar outras, onde o valor não ultrapassa a casa dos R$ 99,99”, explica Yonathan Yuri Faber.  Ele acrescenta que, além do respaldo tecnológico e ético da equipe que gere a plataforma, as atividades do FalaFreud são regulamentadas pela resolução 11/2018, do CFP (Conselho Federal de Psicologia). O potencial do modelo inovador de atendimento garantido pela entidade, faz o FalaFreud ter uma fila de espera para novos terapeutas.

Ração natural

A Padaria Pet, uma rede de lojas e fabricante de petiscos humanizados como bolos de aniversário, pipoca, sorvetes, gelatinas, bombons e muitas outras guloseimas para cães, gatos, passarinhos e hamsters, desenvolveu uma ração para cachorros com ingredientes inovadores. Sem medir esforços para trazer benefícios na saúde do pet e uma vida mais longa, a empresa decidiu, junto com especialistas em nutrição animal, lançar no Brasil um conceito de ração com qualidade que já está crescendo em outros países como EUA e Europa. A ração possui beterraba, arroz, levedura de cerveja, batata doce, gema do ovo, linhaça, algas e muitas vitaminas, fibras e minerais. “A ração é 100% natural e a primeira com ervas de chá, como hortelã e alecrim. Sem transgênicos, sem conservantes artificiais e sem corantes, este alimento completo possui muitos outros ingredientes funcionais como a glucosamina para articulações, a l-carnitina para a obesidade, a zeólita para o odor das fezes, o óleo de peixe para a pelagem e o hexametafosfato de sódio para o tártaro”, diz Rodrigo Chen, um dos fundadores da empresa.

 

Davos no Brasil

 

O multilateralismo é um dos temas que deverão ser amplamente discutidos no 11th World Chambers Congress, que será realizado no Rio de Janeiro este ano pela International Chamber of Commerce (ICC), em parceria com a Confederação das Associações Comerciais e Empresarias do Brasil (CACB). Realizado pela primeira vez na América do Sul, entre os dias 12 e 14 de junho, o evento deve reunir cerca de 1.200 empresários de todas as partes do planeta, que vão debater formas de atores não-estatais conquistarem mais espaço na governança de seus países, por meio de sua influência, cadeias de suprimento e base global de clientes. 

“Trata-se de oportunidade incomparável de compartilhar as melhores práticas, trocar ideias e inspirar novos pensamentos sobre as questões mais prementes que afetam o mundo dos negócios hoje, como a aliança das potências para o crescimento global e multilateral dos negócios e dos países”, resume o presidente da CACB, George Pinheiro.

Orquestra de viola caipira

Músicos da Orquestra Paulistana de Viola Caipira executam um único instrumento, a viola caipira de dez cordas, porém em formação orquestral (Foto: Divulgação)
 

Fundada em 29/10/1997 a Orquestra Paulistana de Viola Caipira (OPVC) está completando 22 anos de sua fundação e neste ano, quando será lançado o segundo DVD do grupo musical. Os músicos executam um único instrumento, a viola caipira de dez cordas, porém em formação orquestral (dividida em naipes distintos de atuação). Uma orquestra de verdade, na acepção do termo, onde a capacitação de seus músicos na educação musical formal permite que a OPVC explore um repertório eclético: da tradicional música caipira de raiz, berço do instrumento, a incursões inusitadas e originais na música erudita, MPB, new age e world music. Sediada na Vila Matilde, na capital paulista, a orquestra possui diversas formações – de sexteto a mais de sessenta integrantes, adaptando-se assim às variações de tamanho de palco e orçamento solicitados.

*Liliana Lavoratti é editora de fechamento

liliana@dci.com.br