Publicado em

Atuar em conjunto com a Prosegur para promover o desenvolvimento e implementação de soluções avançadas de segurança cibernética integrada e criar de forma pioneira uma plataforma única de gerenciamento de riscos. Essa é a missão da Cipher, empresa brasileira de cibersegurança com presença na América Latina, América do Norte e Europa, recentemente adquirida pelo grupo global de capital aberto e origem espanhola Prosegur, que atua em 25 países de vários continentes no setor de segurança privada. Novas empresas de segurança surgem estimuladas pela transformação digital nas atividades econômicas.

Prosegur leva a brasileira ...

“É uma nova fase da Cipher, líder em serviços de segurança gerenciados e de consultoria cibernéticos. A Cipher e a Prosegur, sob a marca SegurPro, compartilham uma visão ampla das operações de segurança, com uma abordagem de risco global”, ressalta o vice-presidente para América Latina da Cipher, Paulo Bonucci. Antes com presença em Londres, Miami e no Brasil, a partir de agora a Cipher expande globalmente suas atividades com destaque especial para o crescimento na América Latina, especialmente no mercado brasileiro, o principal da companhia.

... Cipher para expansão

Segundo o executivo, a aquisição da Cipher aconteceu no contexto da estratégia da Prosegur, de colocar foco na cybersegurança, com a compra de várias empresas especializadas nesse ramo. A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que regula o tratamento de dados pessoais no Brasil, vai gerar muitas oportunidades de mercado para a SegurPro, como já acontece na Europa, onde a lei passará a valer um pouco antes que no Brasil, a partir de 2020. Dos 350 clientes da Cipher, 280 estão no Brasil, nos mais variados segmentos econômicos.

Protocolo de Madri (I)

Com a aprovação, no final de maio, pelo Senado, do Projeto de Decreto Legislativo que formaliza a adesão do Brasil ao Protocolo de Madrid – o tratado aguarda a promulgação pelo presidente da República –, são várias as vantagens para as empresas brasileiras. “As principais vantagens do Protocolo de Madrid são as reduções dos custos de depósito de pedidos de registro e menor tempo das decisões do Instituto Nacional de Propriedade Industrial [INPI]”, ressalta Flávia Amaral, especialistas em Propriedade Intelectual e sócia de Chiarottino e Nicoletti Advogados.

Protocolo de Madri (II)

A simplificação de todo o procedimento e desburocratização do registro internacional de marcas requerido por empresas brasileiras no exterior e o monitoramento mais dinâmico para a gestão de marcas em todos os países em que ela estiver registrada também são citadas entre as facilidades, de acordo com Renata Soraia Luiz, também sócia de Chiarottino e Nicoletti Advogados. O Protocolo de Madrid habilita empresas e pessoas físicas de um país-membro a solicitarem a proteção de sua marca em diversos países-membros simultaneamente.

Gravação clandestina

Sobre a captação de imagens feita pela garota que acusa Neymar de estupro, o professor da pós-graduação da Escola de Direito do Brasil (EDB), especialista em direito penal, Marcio Arantes esclarece. “Em gravação clandestina, o interlocutor de uma comunicação, presencial ou à distância, capta o seu conteúdo sem o conhecimento e o consentimento do outro interlocutor. No direito brasileiro, a conduta de captação do conteúdo da comunicação, em si mesma, não constitui ato ilícito, porque aquele que capta o conteúdo da comunicação é um dos interlocutores. De outro lado, a divulgação do conteúdo, para ser lícita, somente pode ocorrer se houver justa causa.”

Desenvolvimento de softwares

O mercado Brasileiro ainda está muito imaturo em termos de desenvolvimento ágil de softwares com qualidade. Grande parte das empresas ainda não tem continuous  testing como prática consolidada nos seus processos de desenvolvimento.  A avaliação é de Andrey Coelho,  CEO da Yaman, uma das principais consultorias de qualidade para aplicações no Brasil, sediada em Alphaville, em São Paulo. A empresa fechou parceria com a austríaca Tricentis para desenvolver softwares de qualidade. A Tricentis é reconhecida por reinventar os testes de software e viabilizar as Jornadas DevOps (operações de TI aliadas ao desenvolvimento de software). Com a parceria, a Yaman, que já cresce 50% ao ano no Brasil, quer manter e até ampliar esse desempenho, chegando a 500 colaboradores até o final deste ano. O mercado mundial de teste de software é estimado em US$ 34 bilhões, com avanço de 13% ao ano até 2023.

Praxio investe R$ 5 milhões

Diante da crise econômica, transportadores e outros segmentos de fretes estão ainda mais interessados em otimizar recursos ao fazer transações eficientes e rastreáveis. “Por isso, reunimos na plataforma as soluções mais relevantes neste sentido, desde a cotação até a entrega das mercadorias", afirma Valmir Colodrão, CEO da Praxio, empresa de tecnologia especializada na cadeia de transporte e logística, lança o Praxio Embarcador, plataforma para cotação de frete que otimiza custos em até 11% ao agrupar, em um “marketplace”, ofertas de fretes de fornecedores com perfis variados. O projeto exigiu investimento da ordem de R$ 5 milhões. A ferramenta é voltada para o setor de varejo (e-commerce) e indústria, e tem a meta de atender até dois mil embarcadores nos próximos dois anos. A plataforma faz cotação online. O embarcador informa o tipo de carga que será transportada, prazo e local de deslocamento. A partir disso, o Praxio Embarcador lista diversas transportadoras que têm disponibilidade para atender àquela necessidade e seus preços.

Turismo LGBT em São Paulo

Ricardo Gomes, Presidente da Câmara LGBT, e Orlando Lindório de Faria, secretário municipal de Turismo de São Paulo. Foto: Divulgação

 

A Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil assinou nesta semana acordo de Cooperação com a Prefeitura de São Paulo para promover o turismo LGBT no destino que é um dos mais visitados do Brasil pelo público LGBTI+ vindos do exterior e do Brasil. A Secretaria de Turismo do Município e a Câmara desenvolverão nas próximas semanas um plano para pautar o trabalho previsto no acordo e que já começa durante a parada do Orgulho LGBTI+ na capital paulistana, no próximo dia 23. “Assinar este acordo de cooperação com a Prefeitura de São Paulo mostra que a entidade fortalece o seu propósito em promover e incentivar os destinos amigáveis. É um marco para a Câmara LGBT”, diz Ricardo Gomes, presidente da Câmara LGBT. Para Orlando Lindório de Faria, secretário de Turismo de São Paulo, o acordo vem agregar e legitimar o trabalho já realizado pela Secretaria na promoção de São Paulo como cidade que respeita e reconhece a diversidade.

Compras, experimentação e vivências

Os shopping centers se transformam, cada vez mais, em locais de entretenimento, lazer e gastronomia. Antenado com essa tendência, o Parque D. Pedro Shopping, de Campinas (SP), traz para a cidade e região novas lojas que prometem envolver os clientes na experimentação dos produtos e vivências. Dentre elas, a Mega Store da Cacau Show, com cafeteria completa e sobremesas exclusivas, onde o consumidor pode conhecer as etapas do processo de fabricação, a Cacau Lab, um laboratório de curso para os visitantes, e espaço kids. Outra novidade é a Decathlon, com loja de 3.000 m² e modelo exclusivo de experimentação, onde os clientes podem testar todos os itens disponíveis antes de finalizar a escolha da compra. No setor de variedades, a Daiso Japan chega com mais de três mil itens, a maioria originários do Japão, em uma das maiores lojas da marca no Brasil. Já a Botoclinic amplia as opões de beleza e estéticas oferecidas pelo shopping.  As novidades no mix do empreendimento abrangem ainda o segmento moda, com a chegada da grife de luxo Carmen Steffens e a Oakley. Empreendimento consolidado e administrado pela Sonae Sierra Brasil, o shopping mantém alta sua taxa de ocupação (98%), com vendas dos lojistas totalizando R$ 358 milhões, segundo relatório de resultados do 1TR divulgado no último dia 14 de maio.

Bachiana para o GRAAC

Nesta segunda-feira (10), acontecerá a 4ª edição do Jantar de Gala organizado pelo GRAACC, referência no tratamento e pesquisa do câncer infanto-juvenil, principalmente em casos de alta complexidade. Será na Sala São Paulo, na capital paulista, com o tema “Noite Inesquecível” e apresentação da Orquestra Bachiana Filarmônica SESI-SP, regida pelo renomado maestro João Carlos Martins e com participação especial de Leonardo Neiva, do Fantasma da Ópera, e Sara Sarres, do musical Billy Elliot. Os recursos arrecadados serão destinados ao GRAACC. A  gastronomia será assinada pelo Buffet França e os convites custam R$750,00.

‘Cole Porter’ vinte anos depois 

A dupla de diretores manterá a estrutura do espetáculo, com as mesmas personagens, mas com uma riqueza de dados que a Internet possibilitou. Foto: Divulgação

 

O musical “Cole Porter - Ele Nunca Disse Que me Amava” estreou em 2000 para uma curta temporada, e se tornou um marco na carreira da dupla Charles Möeller & Claudio Botelho. O espetáculo teve dez meses de lotação esgotada no Café Teatro de Arena (RJ), e permaneceu por quatro anos em cartaz, entre diversas temporadas no Rio, São Paulo e Portugal. Agora em 2019, quase 20 anos depois, a dupla remonta o musical com algumas modificações.  O espetáculo estreia em 21 de junho, no Teatro Porto Seguro, na capital paulista. A temporada vai até 7 de julho. No elenco da atual montagem estarão três atrizes que participaram do espetáculo original: Alessandra Verney e Stella Maria Rodrigues. Elas dividirão a cena com as atrizes Malu Rodrigues, Marya Bravo, Analu Pimenta e Bel Lima. "Estamos 20 anos mais maduros como artistas e temos hoje mais conhecimento da obra de Cole Porter. Por isso, apesar de ser uma remontagem, será um novo espetáculo, com a inserção de canções e texto. É uma nova visão, mas manterá o nosso mesmo amor por Cole Porter", revela Claudio Botelho.