G-20 discute controle no preço dos alimentos

Buenos airesUm encontro ministerial do Grupo dos 20 (G-20) começou a discutir, ontem, na Argentina, se os preços dos alimentos precisam de regulamentação ou podem ser regidos pela liberdade de mercado, enquanto a França pediu para que fosse criada uma “nova governança” em nível mundial na agricultura. “É preciso encontrar uma nova governança para a agricultura ao nível mundial. É necessário regular melhor o mercado”, disse o ministro da Agricultura da França, Bruno Le Maire, antes da cúpula do G-20.Le Maire disse que a França “não tem, em caso nenhum, a intenção de limitar o preço das matérias-primas agrícolas” e acrescentou que “o que queremos combater é a volatilidade excessiva [dos preços] e a especulação sobre as matérias-primas”.Brasil e Argentina, grandes produtores de alimentos, e o México, são os três países latino-americanos que integram o G-20. O encarecimento dos alimentos entrou no radar de grandes organismos internacionais, como a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO) e o G-20.”),
(1,263828,1512103061,3900,”

BUENOS AIRES – UM ENCONTRO MINISTERIAL DO GRUPO DOS 20 (G-20) COMEÇOU A DISCUTIR, ONTEM, NA ARGENTINA, SE OS PREÇOS DOS A”,”

Buenos aires – Um encontro ministerial do Grupo dos 20 (G-20) começou a discutir, ontem, na Argentina, se os preços dos alimentos precisam de regulamentação ou podem ser regidos pela liberdade de mercado, enquanto a França pediu para que fosse criada uma “nova governança” em nível mundial na agricultura. “É preciso encontrar uma nova governança para a agricultura ao nível mundial. É necessário regular melhor o mercado”, disse o ministro da Agricultura da França, Bruno Le Maire, antes da cúpula do G-20.

Le Maire disse que a França “não tem, em caso nenhum, a intenção de limitar o preço das matérias-primas agrícolas” e acrescentou que “o que queremos combater é a volatilidade excessiva [dos preços] e a especulação sobre as matérias-primas”.

Brasil e Argentina, grandes produtores de alimentos, e o México, são os três países latino-americanos que integram o G-20. O encarecimento dos alimentos entrou no radar de grandes organismos internacionais, como a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO) e o G-20.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes