Publicado em

O comércio do ABC paulista deve movimentar R$ 132 milhões no próximo Dia das Mães, um crescimento real de 16% em relação a igual período do ano passado. Será o melhor resultado na data desde 2015. É o que aponta um levantamento divulgado ontem (3) pela Universidade Metodista de São Paulo.

A Pesquisa de Intenção de Compras mostra que os consumidores da região pretendem gastar, em média, R$ 191 por presente, uma alta de cerca de 45% no confronto com 2017. Já os gastos totais, que consideram todos os presentes, devem somar R$ 260, um aumento de 40% ante o ano passado.

Segundo o porta-voz do estudo, a leve melhora dos indicadores de emprego e, principalmente, a recuperação da confiança na economia são os principais motivos para o avanço da intenção de compras.

“O mercado de trabalho continua ruim, mas parou de piorar, o que possibilita essa mudança na pesquisa”, afirma Sandro Maskio, professor do Observatório Econômico da Universidade Metodista de São Paulo.

De acordo com ele, o comércio da região ainda deve levar alguns anos para voltar ao nível registrado antes do início da crise econômica, em 2014.

O especialista diz ainda que as vendas no ABC devem seguir em recuperação durante 2018. Com isso, uma retomada mais forte ficará para o ano que vem. “Estamos em um ano complicado, por causa das incertezas trazidas pelas eleições”. Em 2019, segue ele, a adoção de uma “política econômica responsável” poderá acelerar o crescimento da economia.

Presentes

O levantamento indica que as mães (56,5%) lideram a lista de pessoas a serem presenteadas no período. Em seguida, aparecem esposas (11,7%), sogras (10,8%) e avós (9%).

Já os presentes mais procurados no ABC devem ser vestuários (32%), perfumes e cosméticos (19,1%), flores (9,1%), joias e bijuterias (8%), e cestas de café da manhã (5,6%).

Em relação às formas de pagamento preferidas, o cartão de crédito tem a preferência dos consumidores que gastarão, em média, R$ 403. Para presentes mais baratos, outras opções devem ser escolhidas, como os cartões de débito (R$ 270), os cartões de loja (R$ 168) e o dinheiro (R$ 144).

Em outro recorte, o levantamento mostra que vão gastar mais as pessoas que preferem comprar via internet (R$ 350), em shoppings (R$ 334) e em lojas de bairro (R$ 201).

Preferências

Os locais mais visitados pelos consumidores de Santo André, São Bernardo e São Caetano são os shoppings (40%), o comércio formal dos centros das cidades (26%), a internet (12%) e as lojas de bairro (11%).

Segundo o estudo, a preferência pelos shoppings aumenta conforme a renda da família se eleva, enquanto a propensão de comprar em lojas do centro e de bairro cai à medida que o poder de compra sobe.

Neste ano, o Dia das Mães será celebrado em todo o País no dia 13 de maio, que cai no segundo domingo do mês.