Publicado em

O Produto Interno Bruto (PIB) do Estado de São Paulo teve expansão de 1,0% entre janeiro e fevereiro de 2019, na comparação livre dos efeitos sazonais. O resultado foi calculado pela Fundação Seade.
A indústria foi responsável pelo maior estímulo positivo, com aumento de 2,8% no seu PIB. O setor de serviços ficou próximo à estabilidade, com avanço de 0,1%, e a agropecuária registrou recuo de 1,2%.
No acumulado de 12 meses, o PIB paulista avançou 1,4%. Nesta comparação, os serviços tiveram mais destaque, com crescimento de 2,1%, seguidos pelo setor industrial, com alta de 0,5%. A agropecuária, mais uma vez, registrou PIB negativo, de 2,6%.
Na comparação com igual mês do ano anterior, a atividade econômica paulista cresceu 3,9%. Enquanto o setor de serviços mostrou avanço de 3,9%, seguido pela indústria, com 3,8%, a agropecuária registrou retração de 1,5%.
A atividade econômica do Estado, calculada com base na média móvel dos últimos três meses finalizados em fevereiro de 2019, cresceu 0,3%. A indústria teve alta de 0,3% e no setor de serviços, 0,1%. A agropecuária teve desempenho negativo de 0,8%.